DESKTOP

Exército monta hospital de campanha em Curitiba para atender militares com Covid-19

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

blank
O hospital de campanha foi montado pelo Exército para atender militares e familiares que estão com Covid-19. (Foto: Divulgação)

O Hospital Geral de Curitiba está com 100% dos leitos ocupados e para que possa continuar atendendo pacientes de Covid-19 recebeu nesta quarta-feira (17) a ajuda do Exército, que trouxe do Rio de Janeiro,um módulo reduzido de hospital de campanha. O espaço foi montado em 48 horas no pátio ao lado do hospital no bairro Batel, em Curitiba, e será destinado às famílias de militares do Paraná e de Santa Catarina.

LEIA TAMBÉM:

A estrutura tem 144 metros quadrados e foi montada com apoio de militares do 5º Batalhão Logístico, com previsão de começar a receber os doentes a partir de quinta-feira (17). Quatro leitos de UTI foram montados no local, que também tem um posto de triagem, dois consultórios e leitos de enfermaria. O Hospital Geral de Curitiba atende em torno de 60 mil usuários, entre integrantes do exército e familiares dos militares.

Hospitais se unem contra Covid

Cientes de estarmos na pior fase da pandemia, desde que os primeiros casos foram registrados há 1 ano, dirigentes de 28 hospitais da cidade lançaram uma Carta Aberta aos Curitibanos, na esperança de sensibilizar a população para o perigo da atual realidade. No documento está um apelo “Alertamos os nossos clientes/usuários que o momento da Pandemia Covid 19 é dramático, trata-se de um inimigo invisível e devastador, que não distingue escolaridade, raça, credo, ou poder aquisitivo. O total de casos ativos e de óbitos é o maior desde o início da pandemia. Com as novas cepas mais transmissíveis, temos maior número de pessoas doentes, como o vírus não circula sozinho ele precisa de contato entre as pessoas para disseminar a doença, por consequência, exigindo mais leitos e infraestrutura de atendimento”.

Os gestores são unânimes em apoiar o lockdown para evitar a falta de leitos. “Estamos passando pelo momento mais crítico da Pandemia desde o
seu início, enquanto aguardamos maior número de vacinas, entendemos que foi indispensável determinar o lockdown, atitude mais dura e impopular, no entanto, acertada para interromper o avanço descontrolado do contágio do Covid-19 e evitar o colapso do sistema de saúde da capital. Tal atitude garante o distanciamento social obrigatório e a redução da transmissibilidade do vírus, caso contrário, não haverá leitos em quantidade suficiente para atender a população”.

Leia A Carta aos Curitibanos na íntegra Baixar

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:


Veja Também

blank

2 comentários em “Exército monta hospital de campanha em Curitiba para atender militares com Covid-19”

  1. blank

    Mas se é com o dinheiro do contribuinte de impostos, deveria ser para todos. Onde já se viu ter hospital só para militares, eles não são melhores que o POVO, deviam ser atendidos pelo SUS, nas UPA’s iguais ao resto da população (exceções apenas para os ferimentos adquiridos em ações e combates).
    Esse pessoal militar é cheio de exclusividade: hospital, comidinha boa, aposentadoria diferenciada… Eles realmente não são o povo, são outra coisa. E daí querem posar de salvadores da pátria… Que migué.
    Cabe ao Bolsonaro, eleito pelo povo, fazer algo e acabar com essas mordomias absurdas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

blank
X