DESKTOP

Festival Cirandar traz de volta o folclore para o universo infantil em apresentação online

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

blank
A cantora Uyara Torrente, da Banda Mais Bonita da Cidade, participou da gravação do Festival Cirandar. (Foto: Estevan Reder) 

Inspirado nos livros “Cantigas de Roda”, “Para Cantar e Brincar” e “Lendas, Mitos e Cantigas do Folclore Infantil Brasileiro”, o Festival Infantil Cirandar tem na sua essência as cantigas de roda, com o propósito de resgatar a valorização da cultura do folclore nacional, com lançamento online marcado para esta quinta-feira (25). “O que mantêm um povo são as suas histórias, as suas lendas contadas de geração em geração. O que nos distingue entre povos e nações é o que nos reúne em torno do folclore, da cultura, como a comida, as tradições, rezas, cantos e danças. Precisamos valorizar esses repertórios, mantê-los vivos dentro do universo contemporâneo. Eles não podem simplesmente desaparecer”, enfatiza Beth Capponi, organizadora dos livros que inspiraram a criação do festival, ao lado da irmã gêmea Yvy, responsável pelas ilustrações.

Os vídeos estão disponíveis no canal do projeto no YouTube Festival Infantil Cirandar.

A ideia de criar o espetáculo nasceu a partir de conversas com artistas, músicos e a produção, que participaram das gravações dos CDs que vêm encartados nos livros, cujo conteúdo é todo gravado em áudio. “Um dos legados do Cirandar é também despertar a criança em cada um de nós, os adultos, porque você consegue atingir públicos de diferentes idades cantando cantigas que todo mundo conhece. 

O festival tem uma abrangência muito grande e tem essa magia de colocar pessoas de faixas etárias diferentes dentro dessa ciranda ”, conta a produtora cultural Beth Capponi.

blank
A cantora Janine Mathias, que compôs um rap exclusivo para o festival. (Foto: Estevan Reder) 

Ela lembra que antes da escrita tudo era oral. E ainda temos isso muito enraizado no mundo, em algumas aldeias, através da contação de histórias, o que também faz parte do repertório das nossas ações. A produtora cultural acredita que por uma não compreensão de um idioma, muitas coisas acabam não sendo entendidas e, por isso, se transformando, se adaptando no meio do caminho, como é o caso das cantigas. “É por isso que nós trabalhamos com resgate, que é parte do pertencimento. É isso que nos dá a ideia de que existe um povo, uma nação, um entendimento da nossa ancestralidade”, explica.

No Cirandar tudo é repaginado, reinventado, mas sem tirar a essência, a origem. “Valorizamos com extremo respeito a cultura dos povos, inclusive para esta edição temos uma parte do show, a abertura, que é falada em guarani, com sonoridade pesquisada e mixada em estúdio. A nossa convidada Ju Kerexu faz a narrativa da criação do mundo do ponto de vista dos povos nativos”, completa Beth.

LEIA TAMBÉM:

Assista de casa

Com as regras de distanciamento social em virtude da pandemia da Covid-19 uma apresentação foi gravada, com cenografia e roteiro inéditos, adaptados para o novo formato do evento, sem público presencial, em decisão da produção que teve o aval da Fundação Cultural de Curitiba. 

A exibição do espetáculo será online, no site do Festival Infantil Cirandar e no canal do projeto no Youtube. “Preparamos roteiro, cenário, figurino e as trilhas sonoras com todo o cuidado, da forma mais lúdica possível, para dar a sensação de envolvimento a quem assistir. Queremos que os pais e as crianças cantem as músicas e embarquem nesta grande ciranda”, adianta Beth. Assim é o Festival Infantil Cirandar, repleto de sonhos e ideais. Se permita sonhar também.

O Festival Infantil Cirandar é realizado pela Fundação Cultural de Curitiba, com incentivo do Grupo Positivo. O espetáculo foi idealizado pela produtora cultural Beth Capponi, com direção artística de Yvy Capponi e cenografia da Bell’Art Produções Artísticas.  Para dar vida às histórias contadas nos livros, o ator Kenny Rogers faz a contação de estórias acompanhado da Banda Cirandar, formada pelos músicos Dennis Mariano, Du Gomide, Raissa Fayet, Leo Fressato e Alana Dédalos, que recebeu convidadas como Janine Mathias, Iria Braga e Uyara Torrente, dentre outras de destaque.

Janine compôs um rap sobre desenvolvimento e civilização; Iria participou com a canção “Marinheiro Só”, fazendo uma homenagem aos imigrantes que aportaram na América e ajudaram na formação dos povos deste Brasil miscigenado; e Uyara, da Banda Mais Bonita da Cidade, esteve no ato final do espetáculo, que traz as músicas Esperança e Temperança, encerrando junto com Leo Fressato e a banda com a música “Oração”. Nesse momento de pandemia, faz todo o sentido terminar assim, acreditando que dias melhores virão.

blank
A cantora Raíssa Fayet, uma das integrantes da Banda Cirandar. (Foto: Estevan Reder)

Quando tudo começou

A primeira edição do Festival Infantil Cirandar foi realizada em 2012, no Grande Auditório do Teatro Guaíra, em uma ação voluntária entre produtores, artistas e empresários. A partir de 2013 o evento passou a ser realizado no Parque Barigui, para um público de mais de 20 mil pessoas, fazendo parte das festividades do Dia das Crianças, organizado pela Prefeitura Municipal de Curitiba.

Em 2014, em conjunto com o projeto Evoluir Sustentável, de São Paulo, o Cirandar passou a ter oficinas de arte e sustentabilidade, realizadas em paralelo com a programação cultural que acontecia no palco do Parque Barigui. Sempre realizado de forma independente, a partir de 2018, o projeto recebeu a chancela de dois mecanismos de incentivo: Lei Rouanet e Mecenato Municipal de Curitiba.

A edição de 2019 do Festival Infantil Cirandar foi realizada com apoio da Secretaria Especial da Cultura – Ministério da Cidadania, com incentivo da Sanepar. Em Curitiba, o evento também tem a Bell’Art Produções Artísticas como realizadora. Em Foz do Iguaçu, na Região Oeste do Paraná, o festival teve apoio da Secretaria de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos da cidade, por meio da Diretoria de Assuntos Internacionais, e realização conjunta da Fundação Cultural de Foz do Iguaçu. 

Serviço:
Festival Infantil Cirandar
Lançamento: 25 de março de 2021
Exibição: online
Plataformas
Youtube – Canal Festival Infantil Cirandar
Site – www.festivalinfantilcirandar.com.br/cirandar2020 

    Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias: 

Veja Também

blank

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

blank
X