Fiscalização de crimes ambientais no Paraná ganha ferramenta que permite emitir auto de infração digital

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

O secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo do Paraná, Márcio Nunes, testou o aplicativo AIA-E que vai dar mais agilidade aos fiscais do Instituto Água e Terra (IAT) do estado, com a emissão de autos de infração eletrônicos. (Foto: Alessandro Vieira/Sedest)

O Paraná acaba de implantar uma solução tecnológica que promete agilizar e modernizar a fiscalização ambiental. A Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo e o Instituto Água e Terra lançaram na manhã desta quarta-feira (17) o aplicativo AIA-E (Auto de Infração Ambiental Eletrônico), que desburocratiza a emissão de autos de infração em casos de desmatamento ilegal, pesca irregular ou licenciamento ambiental.

O app também representa grande economia de papel. Cada auto de infração atualmente necessita de quatro folhas de papel. A média de autuações No Paraná é de cinco mil ao ano, o que representa a utilização de 20 mil folhas de papel em 365 dias. As multas eletrônicas serão emitidas de forma experimental pelo próximo mês.

Os fiscais do IAT passam a contar, cada um, com um celular a partir do qual é possível emitir autos de infração, além de 100 impressoras térmicas portáteis para levar a campo. Segundo o secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, além de eliminar a emissão de papel, a solução dará celeridade aos trabalhos das equipes e aumentará o poder de fiscalização.

LEIA TAMBÉM:

“Estamos investindo para modernizar os sistemas e dar melhores condições de trabalho ao pessoal da fiscalização do IAT”, disse Nunes, durante o lançamento da ferramenta, no auditório da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), em Curitiba, que contou com a presença de representantes dos 21 escritórios regionais do Instituto Água e Terra. O investimento para a criação e aperfeiçoamento do aplicativo foi de R$ 4,5 milhões.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X