DESKTOP

Gasolina vai aumentar cerca de 8% nas refinarias nesta terça-feira (9); Repar será vendida

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

blank
A Repar, em Araucária, é a maior fonte de renda do município em arrecadação de impostos e gera 3,4 mil empregos diretos e indiretos. (Foto: Divulgação)

A Petrobras anunciou um aumento de cerca de 8% no preço da gasolina a ser vendido pelas refinarias para as distribuidoras. Com isso, o preço médio do litro do combustível subiu R$ 0,17 e passará a ser de R$ 2,25 a partir de hoje (9).blankblank Já o óleo diesel aumentou cerca de 6% (R$ 0,13 por litro) e passará a custar R$ 2,24 também a partir desta terça-feira (9). O GLP (gás liquefeito de petróleo), o gás de botijão, também terá aumento no preço: cerca de 5% (R$ 0,14 por kg). Com o reajuste do preço, o gás de botijão passará a custar 2,91 por kg (ou R$ 37,79 por 13 kg).

LEIA TAMBÉM:

“Importante ressaltar que os valores praticados nas refinarias pela Petrobras são diferentes dos percebidos pelo consumidor final no varejo. Até chegar ao consumidor, são acrescidos tributos federais e estaduais, custos para aquisição e mistura obrigatória de biocombustíveis pelas distribuidoras, no caso da gasolina e do diesel, além dos custos e margens das companhias distribuidoras e dos revendedores de combustíveis”, informa nota divulgada pela empresa.

Confirmada venda Refinaria Repar em Araucária

Os aumentos coincidem com a confirmação de venda da Refinaria Presidente Getúlio Vargas. A Petrobras confirmou a venda da Repar, em Araucária, na região metropolitana de Curitiba, nesta segunda-feira (8). Um novo processo de venda deve ser iniciado, após o anterior não ter gerado os resultados esperados. Nenhuma das propostas recebidas teria alcançado o valor mínimo estabelecido pela companhia.

A venda da Repar deve incluir 476 km de dutos da rede que interconecta a refinaria, incluindo dutos longos, que ligam a Repar aos terminais de Guaramirim, Itajaí, Biguaçu e São Francisco do Sul, ambos em Santa Catarina; e ao terminal de Paranaguá, no litoral do Paraná. Também está previsto no pacote cinco terminais de armazenamento em Paranaguá, São Francisco do Sul, Guaramirim, Itajaí e Biguaçu.

A Repar faz parte de um pacote de sete refinarias que serão vendidas pelo governo federal até o final de 2021. Além da Repar, a Petrobras também está negociando a venda da Unidade de Industrialização do Xisto, em São Mateus do Sul, nos Campos Gerais.

Descontentamento dos trabalhadores da Repar

Em maio de 2021 a Repar completará 44 anos de funcionamento em Araucária. Além de ser uma das principais fontes de renda por conta dos impostos que paga para o município, a refinaria gera aproximadamente 3,4 mil empregos, diretos e indiretos. No último sábado (6) o sindicato que representa a categoria, Sindipetro, organizou a ação “Gás a Preço Justo”, com botijões vendidos a R$40,00, metade do preço da unidade de 13 kg que é vendida na região.

Para o Sindipetro, que inclui trabalhadores do Paraná e de Santa Catarina, é possível vender o gás de cozinha a custo de produção nacional, mantendo o lucro das distribuidoras, revendedoras, da Petrobrás e arrecadando impostos dos estados e municípios. Isso se aplicaria também aos combustíveis, segundo a entidade.

Os sucessivos aumentos dos preços dos derivados de petróleo praticados pela Petrobrás tem afetado o povo brasileiro. Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), entre julho de 2017 e janeiro de 2021, a Petrobrás aumentou em 130,79% o preço do GLP (gás de cozinha) e 59,67% o preço da gasolina nas refinarias. O diesel sofreu reajustes de 42,64% e o preço do barril do petróleo acumulou alta de 15,40% no período.

Além do gás, a categoria distribuiu cestas básicas, dando descontos para compra de gasolina e diesel, assim como as campanhas de conscientização sobre os impactos sociais da privatização do Sistema Petrobrás.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

4 comentários em “Gasolina vai aumentar cerca de 8% nas refinarias nesta terça-feira (9); Repar será vendida”

  1. blank

    Reportagem está errada colegas. Além de ter criado falsa expectativa. . A Petrobras falou q tempestivamente fará novo processo de venda. Inclusive falou q não venderá agora porque o preço foi baixo. Com dólar duvidando e petróleo subindo a venda fica muito mais difícil para esta refinaria q fecha balanço das refinarias de SP e tem margens bem maiores que a Refap e outras refinarias em venda.

  2. blank

    Muito interessante o comentário do “Petroleiro” . É sabido que a margem das refinarias é pequena em relação a produção nas plataformas: custo produção pré sal na faixa de 7 dólares por barril – com petróleo já a mais de 50 (ganho de 43 dólares / blz). Margens das refinarias de 4 a 8 dólares atualmente segundo revistas especializadas. No Brasil ainda há tentativa de controle de preços por força dos impostos elevados (zero nos EUA praticamente) que restringe valor na saída da refinaria e traz menos atratividade ao negócio. Aos proponentes resta dar lances baixos. Vender as refinarias não aliviará a dívida da Petrobras (alavancagem está sob controle segundo balanços) e ainda fará empresa perder mto dinheiro a médio prazo.

  3. blank
    Liberalismo econômico

    Ninguém reclama do preço da cerveja,
    Produto de limpeza , comida e muito menos de celulares.
    Livre comércio baby … Petrobras pratica paridade internacional com gasolina e diesel.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X