Hospital Erastinho completa 1 ano de funcionamento com recorde de atendimentos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

O Hospital Erastinho completa um ano nesta quarta-feira (1º). (Foto: José Fernando Ogura/AEN)

O hospital oncopediátrico Erastinho está completando um ano nesta quarta-feira (1º). A estrutura do Complexo de Saúde Erasto Gaertner realizou em menos de 12 meses mais de 6 mil consultas e mais de 700 cirurgias.

A Família Erastinho está representada em um dos painéis. (Foto: Marcelo Andrade)

De janeiro a julho deste ano, o Erastinho realizou 28 transplantes de medula óssea (TMOs), quantidade superior à soma dos procedimentos desse tipo executados nos três anos anteriores – 16 em 2020, seis em 2019 e quatro em 2018. Antes da inauguração da unidade, o atendimento a crianças e adolescentes com câncer ocorria em uma ala do Hospital Erasto Gaertner (HEG).  Com esses números, o hospital infanto-juvenil torna-se um dos maiores em transplante de medula óssea do Brasil e da Região Sul.

Os espaços foram projetados para incentivar o lúdico e tornar o tratamento das crianças menos exaustivo. (Foto: Marcelo Andrade)

Outros indicadores apontam a força e a excelência nos atendimentos. No total, de outubro do ano passado a julho deste ano, já foram feitas 5.235 consultas ambulatoriais, 1.259 consultas no Pronto Atendimento e 736 cirurgias. No período, foram 266 novos casos registrados, que tiveram acesso a uma ampla variedade de serviços.

A reestruturação permite que as crianças e as famílias que estão no hospital, tenham momentos de lazer. (Foto: Marcelo Andrade)

No último dia 07 de junho, pela primeira vez na história, uma criança com menos de 10 anos foi submetida a uma cirurgia robótica na Região Sul. O procedimento, com o uso do robô Da Vinci, também foi um dos primeiros em casos oncológicos pediátricos a empregar essa tecnologia no país. A técnica, executada no Erasto, com a equipe do Erastinho, consistiu na retirada do rim com tumor de um paciente de 4 anos que já tinha passado pela primeira etapa do tratamento, a qui mioterapia. Com recuperação bastante satisfatória, ele pôde ter alta apenas 40 horas após a intervenção.

O Hospital Erastinho se tornou uma das maiores instituições infanto-juvenil na árera de transplante de medula óssea do Brasil e da Região Sul. (Foto: Marcelo Andrade)

Sustentabilidade

A estrutura física da unidade conquistou  o selo WELL Building Certification, credencial que atesta o menor impacto ambiental nos serviços e a possibilidade de otimizar recursos na operação do edifício, visando a práticas sustentáveis. “Abraçamos o inovador conceito Green Hospital (Hospital Verde)”, completou Adriano Lago, superintendente do Complexo Erasto Gaertner.

Todos os detalhes no hospital levam em consideração o bem estar das crianças e a necessidade de manter o alto astral durante o tratamento. (Foto: Marcelo Andrade)

O WELL Building Standard é a padronização que une saúde humana e bem-estar no ambiente construído. Como a demanda por novos materiais de construção sustentável e saudável continua a crescer, os fabricantes vêm buscando suprir essa necessidade, preocupação que o Erastinho manteve, literalmente, desde a sua base, no início do projeto.

Os novos móveis dão um colorido especial ao ambiente hospitalar. (Foto: Marcelo Andrade)

LEIA TAMBÉM:

Instalações

O Erastinho é o primeiro hospital oncopediátrico do Sul do Brasil. Com quase 5 mil metros quadrados, a unidade abriga 43 leitos de internamento privativos e semiprivativos, recepção, lobby, atendimento ambulatorial, hospital-dia, centro cirúrgico e alas de internação (clínica, cirúrgica, TMO e UTI). Pouco mais de seis meses após sua inauguração, o hospital expandiu sua atuação, com o Pronto Atendimento Geral para conveniados (planos de saúde) e particulares, que passou a oferecer também especialidades médicas não oncológicas, como ortopedia, neurocirurgia, cirurgia pediátrica e pediatria geral.

Os ambientes permitem a integração das famílias durante o período de permanência no Hospital Erastinho. (Foto: Marcelo Andrade)

A edificação propriamente foi concluída e entregue em tempo recorde: um ano e meio. A unidade tem capacidade anual para até 17 mil consultas, 500 cirurgias e mais de 85 mil procedimentos. Alas coloridas e um espaço recreativo como uma brinquedoteca humanizam ainda mais o tratamento.

A proposta de humanização do tratamento está em todos os espaços do hospital. (Foto: Marcelo Andrade)

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X