Idosos são flagrados aglomerados em cassino clandestino na Grande Curitiba

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

cassino-clandestino-na-grande-curitiba
A Polícia Civil do Paraná flagrou um cassino clandestino em Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba. (Foto: Divulgação/PCPR)

Não são apenas jovens que descumprem as medidas sanitárias determinadas na última sexta-feira (26) pelo governo do estado. A Polícia Civil flagrou nesta segunda-feira (01) um cassino clandestino em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Dezessete pessoas, a maioria idosos, estavam aglomeradas, praticando o jogo ilegal, além de descumprir as medidas preventivas estabelecidas pelo Decreto nº 6.983/21 para conter o avanço da Covid-19.

cassino-clandestino-na-grande-curitiba
No local havia dezessete pessoas, a maioria idosas, aglomeradas, praticando o jogo ilegal. (Foto: Divulgação/PCPR)

De acordo com o delegado do Centro de Operações Policiais Especiais (COPE) da Polícia Civil, Rodrigo Brown de Oliveira, a equipe recebeu denúncias de que o local atendia aproximadamente 50 pessoas por dia. “Na hora do almoço, os policiais civis ficaram um tempo em observação e constataram um fluxo de pessoas entrando e saindo, o qual chamava a atenção por possuir muitas câmeras de segurança, mas nenhuma indicação de atividade comercial”, disse.

cassino-clandestino-na-grande-curitiba
O local descumpria às medidas preventivas do Decreto Estadual nº 6.983/21 para conter o avanço da Covid-19. (Foto: Divulgação/PCPR)

Ao chegar ao local, a equipe constatou que, além da prática ilegal do jogo, os frequentadores também estavam em desacordo com as novas medidas estabelecidas pelo governo do estado. Muitos não usavam máscara e não havia álcool em gel disponível. As pessoas praticavam vários tipos de jogos ilícitos, entre fichas, dados, máquinas e carteado. Além disso, o local é fechado, sem ventilação, propício para a propagação do novo coronavírus, de acordo com Oliveira. “Aqui o movimento é maior à noite, mas quando tivemos conhecimento, preferimos cessar a atividade, justamente para evitar o risco de mais pessoas ficar aglomeradas e precisar ser conduzidas à delegacia, aumentando o risco de todos os policiais e dos presentes em relação à contaminação pela Covid-19”, explicou o delegado.

cassino-clandestino-na-grande-curitiba
De acordo com o delegado Rodrigo Brown de Oliveira a equipe recebeu denúncias de que o local atendia aproximadamente 50 pessoas por dia. (Foto: Divulgação/PCPR)

LEIA TAMBÉM:

Das 17 pessoas que estavam no local e foram encaminhadas à delegacia, 15 assinaram termos circunstanciados e duas foram responsabilizadas por descumprimento de medidas sanitárias e pela prática de jogos ilegais. As máquinas, fichas, dados, baralho e outros materiais utilizados nos jogos foram apreendidos.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X