Instituto de Educação do Paraná comemora 145 anos com exposição virtual

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

Colégio ficou famoso por formar as primeiras turmas de professoras da capital. (Foto: Instituto de Educação do Paraná/SEED)

Quem passa pela charmosa fachada do Instituto de Educação do Paraná Professor Erasmo Pilotto, percebe a riqueza da arquitetura do prédio. As grandes colunas que intercalam as grades no muro de fora, emolduram um lugar cheio de histórias. Dizem que uma das salas preferidas da poetisa Helena Kolody, ficava no segundo andar, onde a Rua Voluntários da Pátria se encontra com a Emiliano Perneta. Durante anos ela foi professora no Palácio da Instrução, que nesta segunda-feira (12) completa 145 anos de idade.

A data está sendo marcada por uma exposição virtual chamada “145 anos: Histórias, momentos e sonhos”, que reúne memórias da escola. Até sexta-feira (16), serão postados diariamente, no Instagram do curso de Formação de Docentes do colégio, imagens, vídeos, textos e áudios que contam história do instituto. Todo o material é parte de uma pesquisa desenvolvida pelos estudantes e passou por uma curadoria dos professores.

Para criar a exposição multimídia, os estudantes pesquisaram materiais e fizeram entrevistas sobre temas como personalidades que passaram pela instituição, assim como Helena Kolody e Erasmo Pilotto; professores e funcionários mais antigos, educação inclusiva, publicações científicas que abordam o colégio, a arquitetura da instituição, uniformes e curiosidades.

A turma do estudante Vinicius Luiz Felix (18), do 4º ano de Formação de Docentes, pesquisou sobre a Educação Especial, modalidade de ensino na qual o Instituto é referência. Para desenvolver o trabalho os alunos fizeram entrevistas com professores e ex-alunos.

“No Instituto de Educação, a inclusão é permanente; é algo que a escola sempre lutou para que acontecesse. E nada mais justo que a gente possa ressaltar isso”, diz Vinicius. “Como futuros professores, nós entendemos a importância da inclusão. Nossa sociedade precisa aprender mais sobre Libras, senão vamos continuar vivendo em um mundo de preconceitos”, comenta.

O prédio é tombado pelo Patrimônio Histórico de Curitiba. (Foto: Instituto de Educação do Paraná/SEED)

História

Criado em 12 de abril de 1876, com o nome Escola Normal, o Instituto de Educação Erasmo Pilotto tem hoje 1,4 mil alunos, que cursam Formação de Docente, Ensino Médio regular e Ensino Fundamental integral.

Ganhou o nome de Erasmo Pilotto em 1992, em homenagem ao professor que lecionou na instituição. Além dele, outra figura de destaque que já passou pelo Instituto foi a poetisa paranaense Helena Kolody, que trabalhou na escola como professora durante 23 anos.

LEIA TAMBÉM:

Centro de Memória

Após o encerramento da mostra virtual, o material passará a fazer parte do Centro de Memória do Instituto de Educação do Paraná, um espaço que preserva o patrimônio histórico da instituição de ensino. “Além da parte física, o Centro de Memória também vai contar com uma parte digital, proveniente dessa exposição”, afirma Marcia Murbach, diretora do colégio. “Temos muito orgulho deste momento de comemoração. Mesmo não podendo estar presencialmente na escola, estamos todos muito próximos.”

O Centro de Memória do Instituto de Educação do Paraná documenta o patrimônio histórico e cultural da instituição, preservando parte da história da educação de Curitiba e do Paraná. Além do acervo físico, também contará com os materiais digitais reunidos para a exposição virtual “145 anos: Histórias, momentos e sonhos”. Atualmente, o local está fechado para visitas devido à pandemia de Covid-19.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:


Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X