LABModa homenageia curitibana que foi ícone de beleza e elegância

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Reinaldo Bessa

Edna Weber, considerada uma das mulheres mais bonitas e elegantes de Curitiba. (Fotos: Daniel Ernst)
A modelo Ana Gequelin, a convite do produtor Victor Sálvaro, posou para um editorial que traz marcas conceituadas. 
A exposição será aberta nesta terça-feira (25), no Pátio Batel.
Ana Gequelin veste Balenciaga.
Ana Gequelin veste Lafitti.
Ana Gequelin e Victor Sálvaro.
Ana Gequelin veste Coco Channel.

Edna Weber, considerada uma das mulheres mais bonitas e elegantes de Curitiba, falecida em 2014, aos 76 anos, será homenageada na edição do LABModa, que será aberta nesta terça-feira (25), no Pátio Batel. Uma das vitrines da cenografia do evento criada por Felipe Guerra deixará a mostra vários modelos da coleção de Edna, mãe do ator Guilherme Weber (leia abaixo texto sobre ela escrito por ele).

As roupas foram deixadas em testamento para o produtor Victor Sálvaro, que teve a iniciativa de criar a exposição como parte das comemorações de seus 30 anos de carreira. Sálvaro, que este ano está por trás das produções do LABModa, convidou a modelo Ana Gequelin, descoberta por ele, para um editorial, cujas fotos também serão expostas. A vitrine terá oito looks em manequins, nos quais o público poderá conferir de perto o trabalho de costureiros como o brasileiro Denner, Coco Channel e Pacco Rabanne. A mostra fica em cartaz no LABModa até 4 de julho.

Edna Weber por Guilherme Weber

Edna Weber adorava a beleza. Da flor mais delicada, da paisagem mais simples à mais intrincada escultura, este amor era quase uma extensão da sua própria beleza. Com rosto de esfinge, ela foi uma das mulheres mais bonitas e elegantes de Curitiba e de todo o Brasil. O escritor Antônio Bivar em sua célebre coluna no Jornal do Brasil escreveu sobre ela em uma visita à cidade de Curitiba, “Existe toda uma mística em torna dela, de sua beleza e influência”.

Em sua adolescência passada em Los Angeles, chamou a atenção do departamento de elenco da Metro Goldwyn Mayer, mas sua volta para o Brasil privou o mundo do cinema de uma Ava Gardner latina. De volta a Curitiba, já casada, (solteira era Edna Beauchamp), dedicou-se a sua verdadeira paixão, a filantropia. Mais um traço de sua beleza. Elegante, era uma apaixonada por moda e circulou neste mundo como uma musa informal. De suas viagens trouxe itens do que se tornou uma coleção, um acervo de moda. Paco Rabanne, Courréges, Carolina Charles, Saint Laurent, Halston, Oscar de La Renta e Hugo Castelana foram alguns dos criadores que ela colecionou. No Brasil, Dener, Guilherme Guimarães, Clodovil, o muito jovem Conrado Segreto e as irmãs Laffitte, lendárias pioneiras da moda no sul do país. Na sua criatividade e elegância misturava um blazer Gucci com um vestido de 10 dólares de uma loja de departamentos e era sempre o retrato da classe. Sua morte deixou um vazio de beleza no coração dos que a conheceram e do imaginário de uma época de ouro de Curitiba. Seu acervo foi distribuído, conforme sua indicação, entre familiares e amigos e importantes instituições de memória da moda.

Veja Também

2 comentários em “LABModa homenageia curitibana que foi ícone de beleza e elegância”

  1. Oh my goodness! an amazing article dude. Thank you However I am experiencing issue with ur rss . Don?t know why Unable to subscribe to it. Is there anyone getting identical rss problem? Anyone who knows kindly respond. Thnkx

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X