DESKTOP

Livraria Cultura fecha as portas em Curitiba

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

livraria cultura em curitiba
Compras online fazem Livraria Cultura fechar as portas após 9 anos em Curitiba. (Foto: Divulgação)

A Livraria Cultura, do Shopping Curitiba, anunciou nesta quinta-feira (04) o fechamento definitivo da única unidade da capital paranaense. A livraria encerrou as suas atividades no último domingo (31). Além dessa, a rede fechou suas duas últimas lojas em shoppings na cidade de São Paulo: a do Villa-Lobos e a do Bourbon. Agora, a rede conta com sete lojas em funcionamento.

A rede chegou em Curitiba em 2011 com cerca de 3,1 mil m², e abrigava uma filial do Teatro Eva Herz. Há alguns anos já tinha diminuindo o espaço.

Em recuperação judicial desde outubro de 2018 e com um tortuoso caminho (para trás e adiante) – de ameaça de falência, negociação com credores, pedido de mais crédito e mais dívidas- , a empresa, como todas as outras, foi afetada pelo fechamento do comércio como medida para conter o coronavírus. Em entrevista ao PublishNews, Sergio Herz, CEO da livraria, disse que o fechamento está diretamente ligado à mudança do comportamento do leitor brasileiro, que migrou parte importante de suas compras para os ambientes virtuais. O fracasso em renegociar a aluguel também motivou a decisão. Herz disse ainda que apenas as lojas que tiverem algum retorno financeiro no curto prazo serão mantidas pela rede. E que repensam o formato das lojas.

LEIA TAMBÉM:

A Cultura tenta desde setembro do ano passado aprovar um novo plano de reestruturação em que propõe a seus credores descontos de até 80% no pagamento das dívidas. À época do pedido de recuperação judicial, os débitos da empresa somavam R$ 285 milhões.

A Cultura afirma em nota que a pandemia impôs novos hábitos de consumo ao setor, como a digitalização.

“Hoje as vendas de livros online representam algo como 80% da receita total do mercado. Esses fatores trazem desafios adicionais para o modelo tradicional das livrarias no médio e longo prazo. Parte importante do faturamento das lojas vinha de eventos, noites de autógrafos, atividades culturais, gastronômicas e obviamente de contato social. Infelizmente não acreditamos que tais atividades voltarão com força ainda em 2021”, diz o documento.

A livraria afirma que tem planos de voltar a gerar lucro neste ano e que deverá lançar em março serviços inéditos no mercado com o foco na integração dos meios de venda digitais com os pontos de venda físicos. Diz, também, quer sair da recuperação judicial “o mais breve possível”.

“Infelizmente, lojas que teriam um retorno previsto para acima de seis meses foram descontinuadas. O foco hoje é preservação de caixa e a saúde da empresa. O início da vacinação é um primeiro passo para voltarmos a normalidade”, diz a nota.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

blank

Veja Também

1 comentário em “Livraria Cultura fecha as portas em Curitiba”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X