Lote de 220 mil vacinas da AstraZeneca chega ao Brasil; Paraná recebe novas doses da Coronavac

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

Os novos lotes serão distribuídos de acordo com o Plano Nacional de Imunização. (Foto: Divulgação)

O lote com 220 mil doses da vacina AstraZeneca contra a Covid-19 chegou neste sábado (01) ao aeroporto internacional de Cumbica, em São Paulo. Os imunizantes foram importados por intermédio do consórcio Covax Facility, coordenado pela Organização Mundial da Saúde.Essa é a primeira de três remessas aguardadas até o final deste domingo (02) ao país. Duas novas cargas com mais 3,8 milhões de imunizantes irão completar o total de quatro milhões previstos para maio, anunciados pelo Ministério da Saúde.

LEIA TAMBÉM:

O Covax Facility é uma aliança internacional da OMS que tem como principal objetivo acelerar o desenvolvimento e a fabricação de vacinas contra a Covid-19 e garantir acesso igualitário à imunização. Além da OMS, fazem parte do grupo a Coalizão para Promoção de Inovações em prol da Preparação para Epidemias, a Aliança Mundial para Vacinas e Imunização o Fundo das Nações Unidas para a Infância, e a Organização Pan-Americana da Saúde.

O Brasil tem direito a receber 10,5 milhões de doses do consórcio. Em março, já foram enviadas ao país um total de 1 milhão de doses da vacina Oxford/AstraZeneca, cujos lotes foram fabricados na Coreia do Sul pelo laboratório BK Bioscience. As vacinas AstraZeneca recebidas são do mesmo tipo que as produzidas em solo brasileiro pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Paraná recebe 14.600 doses da Coronavac/Butantan

O Paraná recebeu na manhã deste sábado (01) 14.600 doses da Coronavac, fabricada pelo Instituto Butantan/Sinovac. O volume é parte das 406.100 doses de vacinas contra a Covid-19, referentes ao 16° lote enviado pelo Ministério da Saúde ao Estado. As outras 391.500 doses de vacinas que faltam são da Covishield, da Universidade de Oxford/Astrazeneca/Fiocruz, e estão sendo esperadas para este fim de semana.

As vacinas da Coronavac/Butantan serão usadas para aplicação de primeira e segunda dose em profissionais de segurança pública e salvamento (além das Forças Armadas) e segundas doses para trabalhadores de saúde, conforme designado pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra à Covid-19. “No Estado, devemos seguir essas orientações e aplicar as doses exatamente como o indicado pelo documento”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X