Marcos Domakoski é reeleito presidente do Movimento Pró-Paraná

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

O empresário Marcos Domakoski foi reeleito presidente do Movimento Pró-Paraná para o biênio 2021-2023. (Foto: Divulgação).

O engenheiro e empresário Marcos Domakoski acaba de ser reeleito presidente do Movimento Pró-Paraná para o biênio 2021-2023. Criada em 2001 pelo jornalista Francisco Cunha Pereira Filho, da Gazeta do Povo, a entidade atua em prol de causas que contribuam para o desenvolvimento do estado por meio de debates e pareceres técnicos.

Exemplos recentes das conquistas resultantes desse esforço são a terceira pista do Aeroporto Internacional Afonso Pena, a aprovação, pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), do modelo de concessão de rodovias para o Paraná, que vai desonerar o setor produtivo com tarifas de pedágio mais baixas e um cronograma de obras mais robusto. Há também causas ainda por serem ganhas, como a construção da ponte de Guaratuba e a engorda da praia em Matinhos.

Encabeçada por Domakoski, a chapa única, que indicou mais 11 nomes para a diretoria e outros para os conselhos superior, deliberativo e fiscal, foi eleita por aclamação. Na presidência da mesa eleitoral, o ex-reitor da UFPR Zaki Akel Sobrinho, que foi reconduzido à coordenação do Conselho Deliberativo. O ex-presidente da OAB-PR José Lucio Glomb segue como coordenador do Conselho Superior.

LEIA TAMBÉM:

Compõem ainda a diretoria os ex-governadores Mário Pereira (1º vice-presidente) e Orlando Pessuti (2º vice), Cleverson Marinho Teixeira (3º), Arnaldo Miró Rebello (4º) e Nelson Luiz Gomez (5º), Rafael de Lala Sobrinho (diretor secretário), Jaime Sunye Neto (diretor financeiro), Luiz Alberto Gomes (diretor de Relações Institucionais), Rosane Gil Kolotelo Wendpap (diretora de eventos), Kelso Krieger e Luís Roberto Dantas Bruel. A posse dos eleitos será no dia 30 de setembro.

Ao agradecer sua recondução ao cargo, Domakoski afirmou que o Movimento seguirá trabalhando para que o Paraná seja terra de justiça, paz e solidariedade. “Sem ideologias ou partidarismos, seguiremos pautados por ações concretas. Vamos seguir tratando dos assuntos que são importantes para o desenvolvimento do estado nos campos cultural e de infraestrutura”. Ele também adiantou que a entidade atuará em duas novas áreas: a educação e a integração do Sul do Brasil, em parceria com os estados de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul e o apoio do BRDE.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X