DESKTOP

Mercado de flores registra aumento de vendas durante a pandemia e prevê crescimento para 2021

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

Mauro Tesseler, floricultura Gazebo
Para Mauro Tesseler, dono da floricultura Gazebo, a flor acabou sendo instrumento de alegria na pandemia. (Foto: Portal Reinaldo Bessa)

Florir a casa e cuidar das plantas foi um hábito que muitos brasileiros adotaram em 2020 como uma válvula de escape para o estresse e a ansiedade gerados pela pandemia. Mesmo as plantas verdes, aquelas que não possuem flores, também ganharam espaço nos lares. De acordo com o Instituto Brasileiro de Floricultura (Ibraflor), alguns produtores chegaram a registrar aumento de até 20% nos negócios. E também houve aumento nas vendas do varejo.

Mauro Tessler, dono da floricultura Gazebo, diz que vendeu 30% a mais de arranjos em 2020 em relação ao ano anterior. “A flor acabou sendo instrumento de alegria na pandemia”, diz o empresário, que está no ramo há 37 anos. Além do aumento nas vendas, ele também está vendendo arranjos com valor maior do que antes da pandemia.

Para a produtora Olga Jaqueline Los Kassies, produtora de flores há 25 anos na região dos Campos Gerais, que cultiva gypsophila, o conhecido mosquitinho, e também boca de leão, a saída foi investir na criatividade. “A gypsophila ainda consigo fornecer para floriculturas que colocam em buquês, mas a boca de leão é mais complicada porque é usada basicamente em casamentos e formaturas, que estão suspensos. Para manter as vendas, eu decidi arriscar e colocar o produto com preço de atacado direto para o consumidor em formato de autoatendimento em alguns estabelecimentos da região, como postos de gasolina e supermercados”, conta.

LEIA TAMBÉM:

Segundo o Ibraflor, com a mudança no perfil de vendas, agora voltadas para a ornamentação das casas, e os novos formatos de compra, como o delivery, o setor deve ser impulsionado para um crescimento de 5% em 2021. Atualmente, a área conta com 8,2 mil produtores, aproximadamente 15 mil hectares de área cultivada e mais de três mil variedades produzidas no Brasil.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

1 comentário em “Mercado de flores registra aumento de vendas durante a pandemia e prevê crescimento para 2021”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X