Nissei reverteu R$ 15 de cada exame de Covid-19 feito em maio para compra de cestas básicas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

O diretor de marketing da Nissei, Jeisan Santos, o diretor executivo, Alexandre Maeoka, o diretor Administrativo Financeiros da Defesa Civil Estadual, Major Gerson Cândido, e o gerente do Centro de Distribuição da Nissei, Marcos Roberto Rocha Mendes. (Foto: Eduardo Kimmel)

A Rede de Farmácias Nissei encerrou a campanha “Teste Nissei. Negativo para a Fome” com arrecadação superando as expectativas em quase 60%. Com projeção inicial de R$ 250 mil, a campanha levantou exatos R$ 396.885 mil que serão convertidos em 5.669 cestas básicas, o que é equivalente a, praticamente, 100 toneladas de alimentos. A primeira entrega, das 23 agendadas, ocorreu nesta terça-feira (29), no barracão da Defesa Civil em Curitiba, onde foram repassadas 1.200 cestas.

O dinheiro arrecadado para a campanha veio da destinação de R$ 15 de cada teste rápido de Covid-19 realizado durante o mês de maio. “Percebemos que as organizações sociais estão sofrendo com a falta de doações, então resolvemos criar essa oportunidade de ajudá-las na missão de levar comida às mesas que mais precisam”, lembra Alexandre Maeoka, diretor-executivo da Rede de Farmácias Nissei.

O diretor diz que trata-se de um momento importante para a companhia, de gratidão à sociedade. A doação das cestas básicas acontece em um momento simbólico para a Nissei, o mês que marca os 35 anos de fundação da rede, além de reafirmar a confiança dos clientes nos testes oferecidos pela farmácia.

Todos os exames de Covid-19 são realizados com agendamento pelo site da rede. Durante a campanha, esse site apresentou um contador que demonstrava aos clientes, em tempo real, o valor arrecadado a cada teste feito.

LEIA TAMBÉM:

Doações locais

Os mantimentos estão sendo destinados a instituições em cada uma das cidades nas quais os exames foram realizados. No total são 23 as instituições que irão receber os donativos, entre elas a Centra Única das Favelas (CUFA/PR) e o Rango de Rua, localizadas em Curitiba; o Programa do Voluntariado Paranaense (Provopar), de Cascavel; Sopão Anjos da Madrugada, de Foz do Iguaçu; o projeto Didica, de Londrina; a Rede Solidária, de Matinhos; a Casa da Acolhida, de Ponta Grossa; a Pastoral da Solidariedade, de Umuarama; a instituição Amor e Atitude, de Guarapuava; o albergue Santa Luzia Marilac, de Maringá; entre outros.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X