Novos modelos de trabalho influenciam construções de empreendimentos no Paraná

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

Espaços multifuncionais integram os novos projetos de edifícios residenciais. (Foto: Divulgação)

A pandemia da Covid-19 alterou muitos comportamentos da sociedade, principalmente, no mercado de trabalho. Não muito comum no Brasil antes da pandemia, o trabalho remoto deixou de ser uma tendência do futuro para se firmar ainda mais na economia.

De acordo com um levantamento feito pelo portal vagas.com, a quantidade de vagas oferecidas pelas empresas na modalidade remota, aumentou 309%. Entre as empresas que se adequaram e obtiveram sucesso com a nova realidade está a Construtora e Incorporadora Pride, que contratou mais de 223 pessoas, 102 delas no formato remoto de seleção, admissão e integração. “Tivemos processos seletivos totalmente à distância, muitas pessoas conheceram o espaço físico da empresa algum tempo depois da contratação”, conta a diretora de recursos humanos da empresa, Fabiane Alves Rubino.

LEIA TAMBÉM:

A empresa pretende manter o mesmo espaço físico, mesmo com tantas contratações. “O crescimento de colaboradores, foi de 55%, mas como estamos na modalidade híbrida, com uma equipe em casa e outra no escritório, não sentimos a necessidade da ampliação do espaço físico e isso, no final das contas, interfere diretamente nos rendimentos da empresa, sem nenhuma dúvida”, explica Fabiane.

Salão de festas vira coworking



Para atender essa nova realidade, a Construtora e Incorporadora Pride incluiu na maioria dos novos empreendimentos o espaço do coworking. “Estamos otimizando as áreas comuns e revendo as funcionalidades desses espaços e em todos os nossos empreendimentos os ambientes possuem multifunções, sendo: período diurno para utilização como coworking e noturno cumpre a função de espaços para convivência e interação. Esse é o novo momento das edificações e estamos atentos a essa tendência”, explica Joilson Tuzi, diretor de projetos da marca.

Para o psicólogo credenciado da Paraná Clínicas, empresa do Grupo SulAmérica, Ênio Ricardo Macedo Vilhena, essa divisão de espaços é muito importante para a manutenção da saúde mental daqueles que estão em trabalho remoto.  “Ter um espaço separado da casa pode ser uma forma de espairecer, caminhar e separar a vida do trabalho, contribuindo em partes, para o alívio de possíveis tensões do dia-a-dia e auxiliando no bem-estar e qualidade de vida dentro e fora do ambiente de trabalho”, destacou o profissional.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:



Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X