Ocupação de leitos de UTI Covid no Paraná tem menor média desde maio de 2020

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

Média de ocupação de leitos de UTI Covid é a menor dos últimos 19 meses (Foto: Geraldo Bubniak/AEN)

Um levantamento feito pela Secretaria de Estado da Saúde registrou entre os dias 1º e 24 de novembro uma média de 34% de ocupação dos leitos nas Unidades de Terapia Intensiva destinadas para o tratamento da Covid-19. O índice é o menor desde maio de 2020, quando a taxa de ocupação foi de 35%.

A diminuição também pode ser observada com relação aos leitos clínicos, de enfermaria, dos casos moderados. Neste mês, a média diária de ocupação não ultrapassou 24%. O Paraná não registrava números tão baixos desde junho do ano passado. Esse balanço leva em consideração também a variação na quantidade de leitos e o fechamento de alguns espaços.

Segundo o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, esses números são reflexos expressivos da vacinação. “Precisamos continuar vacinando e avançando, são as vacinas que diminuem a gravidade da doença, salvam vidas e nos dão esperança de que em breve sairemos desta pandemia”, disse.

Procedimentos eletivos

Com o avanço da vacinação (65,41% da população imunizada com a segunda dose ou com a dose única) e a diminuição nos índices de casos, óbitos e ocupações de leitos, foram desabilitados cerca de 2,5 mil leitos exclusivos para retomada de procedimentos cirúrgicos eletivos, além da disponibilidade de mais leitos para atendimentos de demandas gerais de urgência e emergência.

A desativação programada destas unidades tem acontecido desde 8 de julho e até 1º de dezembro deve incluir pelo menos mais 795 leitos.

LEIA TAMBÉM:

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X