Operação procura drogas no casco de embarcações no Porto de Paranaguá

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

Uma operação conjunta na Baía de Paranaguá, envolvendo a Marinha do Brasil, a Receita Federal e a Polícia Federal, que tinha como objetivo combater o tráfico de drogas em grandes embarcações que navegam pela região e que realizam transporte de mercadorias para a Europa, terminou nesta quarta-feira (25).

As drogas são colocadas em compartimentos que os navios possuem em seus casco, chamados sea chest. Essa ação é feita por mergulhadores no momento em que o navio está atracado, ou fundeado nos portos brasileiros e ocorre sem o envolvimento do proprietário do navio ou da tripulação.

Os traficantes utilizam esse método de envio da cocaína como tentativa de driblar a fiscalização mais rigorosa que tem ocorrido dentro dos terminais.

Para a verificação do casco e dos compartimentos submersos durante a operação, foram utilizados mergulhadores da Marinha do Brasil especializados nesse tipo de ação, mas não foram encontradas drogas no momento das abordagens. Como forma de suporte e segurança, foram utilizadas embarcações da Receita e da Polícia Federal.

Confira alguns vídeos dos mergulhos:

Para a verificação do casco e dos compartimentos submersos durante a operação, foram utilizados mergulhadores da Marinha do Brasil, especializados nesse tipo de ação. (Vídeos: Divulgação)

LEIA TAMBÉM:

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X