Plataforma cultural da Vivo abre os principais museus do país, entre eles o MON, a interessados em conhecer sua história e acervo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

As inscrições são gratuitas e estarão abertas a partir de 1º de julho. (Foto: Divulgação/MON)

A Pinacoteca de São Paulo, o Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (MASP), o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM), o paranaense Museu Oscar Niemeyer (MON) e o Instituto Inhotim são algumas das instituições que fazem parte do Vivo na Arte. A plataforma cultural da operadora Vivo irá oferecer, por meio de aulas online e gratuitas, acesso à história e ao acervo de importantes museus brasileiros. Com curadoria da mestra e doutora em educação Mirtes Marins, as aulas serão ministradas pelo corpo técnico de cada museu. As inscrições são gratuitas e estarão abertas a partir desta quinta-feira (1º) no perfil @vivo.cultura no Instagram.

“Como marca que acredita no poder da arte e da tecnologia, queremos fomentar digitalmente o conhecimento até então restrito ao ambiente dos próprios museus e acessível apenas a quem os visita fisicamente”, diz a diretora de Marca e Comunicação da Vivo, Marina Daineze.

LEIA TAMBÉM:

Desenvolvido em uma plataforma online exclusiva, o conteúdo do Vivo na Arte é composto por sete módulos, sendo um para cada museu. Na primeira parte de cada módulo, o participante irá conhecer os aspectos históricos, arquitetônicos e institucionais; a segunda parte trará informações sobre o acervo, com a análise de parte importante das obras. O curso também prepara o interessado para uma visita presencial mais aprofundada. Ao final de cada módulo, ele poderá emitir um certificado chancelado por cada uma das instituições participantes. No primeiro módulo, disponível a partir do dia 12 de julho, o conteúdo será sobre a Pinacoteca de São Paulo, com a participação do diretor de Relações Institucionais, Paulo Vicelli, e da pesquisadora e curadora Valéria Piccoli.

Apoio à cultura

Em 2021, a Vivo completa 17 anos de incentivo permanente à cultura por meio do Teatro Vivo e de iniciativas como o Teatro Vivo em Casa, que promove espetáculos on line, além do apoio às artes plásticas com o patrocínio a museus. Neste ano, a Vivo consolidou o incentivo a importantes equipamentos culturais brasileiros. Além de renovar o patrocínio ao MASP, MAM-SP, Inhotim e Palácio das Artes, estes em Minas Gerais, a empresa ampliou o patrocínio para quatro outros importantes espaços, o Museu da Imagem e do Som e a Pinacoteca de São Paulo, o MAM do Rio de Janeiro e o Museu Oscar Niemeyer.

Serviço:
Vivo na Arte
As inscrições são gratuitas e estarão abertas a partir de 1º de julho na plataforma @vivo.cultura no Instagram

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:


Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X