A pedido da OAB-PR, Polícia Federal vai investigar comércio de listas do INSS

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

O presidente da OAB-PR, Cássio Telles (2° da dir. para à esq.), liderou a comissão que foi à Polícia Federal. (Foto: Divulgação/OAB-PR)

Uma delegação da OAB-PR esteve nesta terça-feira (10) na Polícia Federal para apresentar uma representação contra empresas que estão comercializando listas do INSS contendo informações sigilosas sobre benefícios concedidos e indeferidos, tais como nomes, CPFs, motivo da concessão ou do indeferimento.

De acordo com o presidente da entidade, Cássio Telles, essas empresas estão oferecendo a venda dessas listas de dados a escritórios de advocacia. Por isso a representação foi feita. “Agora o delegado vai instaurar o inquérito para investigar esse comércio ilegal e punir tanto os que estão vendendo quanto os que estão adquirindo as listas”, afirmou Telles.

LEIA TAMBÉM:

“Temos uma atuação conjunta das Comissões de Direito Previdenciário de todo o Paraná para levantar e, de mais uma maneira, investigar e coibir qualquer tipo de irregularidade e ilegalidade”, disse o presidente da Comissão de Direito Previdenciário da seccional, Leandro Pereira.

Além de Telles e de Pereira, estiveram na Polícia Federal André Portugal, da 1ª Comissão de Fiscalização do Exercício Profissional da OAB, e Lucca Sasaki, da Procuradoria de Fiscalização.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X