Polícia mira organização criminosa que embolsou mais de R$ 2,5 milhões em golpes imobiliários

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

blank
Polícia Civil do Paraná cumpre mandados de busca e apreensão e de prisão contra organização criminosa na manhã desta segunda-feira (7). (Foto: Divulgação/PCPR)

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) está nas ruas, desde as primeiras horas desta segunda-feira (7), para cumprir quatro mandados de busca e apreensão e quatro de prisão contra uma organização criminosa que aplicava golpes imobiliários utilizando uma incorporadora de fachada, em Curitiba.

Os mandados estão sendo cumpridos simultaneamente nos bairros Centro Cívico, Seminário e Uberaba, além do município de Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba.

blank
Parte do material confiscado pela Polícia Civil do Paraná para investigação. (Foto: Divulgação/PCPR)

Durante as investigações, foram identificadas e ouvidas oito vítimas. O prejuízo verificado até o momento é de R$ 2,5 milhões. A PCPR estima que existem pelo menos 30 vítimas e o prejuízo total causado pela organização criminosa é de mais de R$ 6 milhões.

Os suspeitos usavam uma empresa de fachada para venda de imóveis na planta, construções ou reformas de casas. A maioria dos empreendimentos nunca foi nem iniciada. Os que tiveram início não foram finalizados. Além de retirar o máximo de dinheiro das vítimas, o grupo criminoso não dava retorno nenhum sobre os empreendimentos.

Algumas das vítimas já identificadas haviam contratado serviços com obras que deveriam ter sido entregues há um ano, pagando valores expressivos.

Os indivíduos devem responder pelos crimes de organização criminosa e estelionato. Confira alguns vídeos feitos pela PCPR na manhã de hoje (7).

Confira alguns vídeos da PCPR em ação:

PCPR entra em imóvel em busca de membros da organização criminosa. (Vídeo: Divulgação/PCPR)
PCPR investiga passos de organização criminosa. (Vídeo: Divulgação/PCPR)

LEIA TAMBÉM:

Parte do material apreendido pela PCPR. (Vídeo: Divulgação/PCPR)
(Vídeo: Divulgação/PCPR)

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X