Policiais e fiscais fecham 17 estabelecimentos em Curitiba por contrariar decretos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

policiais-fecham-estabelecimentos-em-curitiba
Viaturas da PM posicionadas em frente à Praça do Japão, no bairro do Batel, em Curitiba. (Foto: SESP/PR)

Dezessete estabelecimentos fechados e 175 autuações administrativas lavradas. Este foi o resultado da Ação Integrada de Fiscalização Urbana (AIFU), da Polícia Militar, realizada nesta semana em Curitiba para fiscalizar o cumprimento de medidas de fiscalização do comércio na capital e para inibir aglomerações de pessoas e outras infrações. O reforço leva em conta o quadro epidemiológico do Paraná e as medidas sanitárias estabelecidas pelo decreto estadual 7.672/21.

Entre o último sábado (15) e quinta-feira (20), a AIFU flagrou 1.864 pessoas em 37 pontos fiscalizados. Além dos 17 estabelecimentos interditados pelos órgãos municipais, os policiais militares encaminharam 84 pessoas para lavratura de Termo Circunstanciado e fizeram duas prisões por embriaguez ao volante. Foram lavrados 30 autos de infração de trânsito e recolhidos quatro veículos. As abordagens às pessoas resultaram na apreensão de 19 gramas de maconha, 390 maços de cigarros e 419 itens de tabacaria contrabandeados apreendidos. Nos locais vistoriados, as equipes encontraram ainda cinco máquinas caça-níqueis.

policiais-fecham-estabelecimentos-em-curitiba
A Ação Integrada de Fiscalização Urbana da Polícia Militar intensificou os trabalhos nesta semana para inibir aglomerações de pessoas e outras infrações. (Foto: SESP/PR)

Um mau exemplo de desrespeito às ações de prevenção ao vírus foi na noite desta quinta-feira (20), no bairro Prado Velho. Denúncias repassadas à Polícia Militar indicaram um bar na Rua Imaculada Conceição onde havia uma aglomeração de pessoas consumindo bebidas alcoólicas. No local, as equipes se depararam com os portões fechados e o salão principal vazio.

Segundo o coordenador da AIFU, capitão Ronaldo Carlos Goulart, os policiais e agentes insistiram na denúncia. “As pessoas estavam todas aglomeradas num espaço atrás, aos fundos, numa espécie de estacionamento que foi adaptado para bar. Constatamos que havia aproximadamente 100 jovens consumindo bebidas alcoólicas e ouvindo som”, informou o militar.

Durante a abordagem das equipes de fiscalização, o responsável pelo local, um rapaz de 23 anos, foi flagrado por um agente da Guarda Municipal com cinco gramas de maconha e uma porção de haxixe. Ele foi conduzido para a lavratura de um Termo Circunstanciado por porte e uso de drogas e os fiscais da prefeitura aplicaram uma autuação administrativa no valor de R$ 5 mil pela aglomeração.

LEIA TAMBÉM:

Fiscalização reforçada

A ações de fiscalização das medidas sanitárias têm sido uma constante desde o início da pandemia em todo o estado e permanece reforçada agora com as novas restrições. Em Curitiba, o trabalho dos policiais militares que integram a AIFU foi ampliado para verificar o cumprimento dos decretos estadual e municipal com relação ao funcionamento dos pontos comerciais que exercem atividades não-essenciais, aglomeração de pessoas, uso de máscara, além do comércio e consumo de bebidas alcoólicas.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X