Positivo Tecnologia vai fabricar as novas urnas para as eleições de 2022

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

As novas urnas serão mais modernas, com mais segurança e recursos de acessibilidade. (Foto meramente ilustrativa: Divulgação)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lançou, nesta segunda-feira (13), a urna eletrônica modelo 2020 (UE 2020), que será utilizada pela primeira vez nas eleições de 2022.

O novo equipamento, mais moderno e com mais segurança e recursos de acessibilidade, será fabricado pela empresa paranaense Positivo Tecnologia.

As urnas já estão sendo produzidas na fábrica de Ilhéus (BA) e começaram a ser entregues ao TSE neste mês. No total, serão produzidas 225 mil urnas eletrônicas que representam um faturamento de cerca de R$ 925 milhões para a empresa.

Além da urna, a Positivo Tecnologia também será responsável pela produção do software básico que acompanha o equipamento. Já o software do sistema eleitoral é de responsabilidade do TSE.

Novos modelos

Em relação ao modelo anterior, de 2015, as novas urnas terão baterias de lítio ferro-fosfato, que têm menos custo de conservação por não precisar de recarga, contam com entradas USB que permitem a inserção de “pen drive”, dando maior flexibilidade à Justiça Eleitoral, e terão um processador 18 vezes mais rápido que o do modelo anterior.

LEIA TAMBÉM:

Outra novidade é que o terminal do mesário, que antes continha as teclas numéricas mais as funções “Confirma” e “Corrige”, passa a ter uma tela sensível ao toque, e permitirá que o auxiliar da Justiça Eleitoral comece a identificar o próximo eleitor da fila enquanto o outro ainda está votando.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X