Prefeitura coloca 1,2 mil guardas municipais para atuar na Operação Natal

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

blank
Operação Natal mobiliza guardas municipais. (Foto: Divulgação/Hully Paiva-SMCS)

Cerca de 1,2 mil guardas municipais estão designados para atuar durante as compras e a programação natalina de Curitiba. A Operação Natal, já em curso, toda adaptada aos protocolos sanitários, se estende até o dia 6 de janeiro. A tradicional operação deflagrada pelos guardas recebe, neste ano, uma prioridade: a de contribuir nas orientações de medidas sanitárias para prevenir a disseminação da Covid-19. Para isso, todo o efetivo da Guarda Municipal está designado para fazer as orientações necessárias, simultaneamente ao trabalho de patrulhamento preventivo para inibir a ocorrência de crimes.

“O atendimento dos guardas na Operação Natal está voltado a garantir a manutenção da ordem e segurança da população e dos participantes das atrações natalinas, bem como na guarda e segurança dos equipamentos instalados, da montagem até a sua retirada”, diz o superintendente da GM, Carlos Celso dos Santos Junior. As apresentações de Natal também contam com efetivo da Superintendência de Trânsito (Setran). Além dos eixos comerciais dos bairros, a Operação Natal está presente no Jardim Botânico, Passeio Público, parques Náutico, Tanguá e Barigui e nas feiras de Natal das praças Osório e Santos Andrade.

LEIA TAMBÉM:

Em caso de emergência, o cidadão pode recorrer ao guarda municipal mais próximo ou ligar para o telefone de emergência da corporação, o 153. Pelo Centro de Operações da Guarda Municipal será acionada uma equipe para fazer o atendimento.

“Queremos que as famílias curitibanas possam desfrutar de um Natal fraterno e tranquilo. E, para isso, as medidas essenciais de utilização de máscaras de proteção ao sair de casa e manter distância das demais pessoas em filas e nas lojas são fundamentais”, diz o secretário municipal de Defesa Social e Trânsito, Guilherme Rangel.

Dicas de segurança da Defesa Social

Evitar manusear o celular quando estiver na rua; cuidar com bolsas e mochilas, devendo carregá-las à frente do corpo; evitar circular com grande quantidade de dinheiro; não utilizar fones de ouvido enquanto estiver andando na rua; redobrar a atenção para a presença de pessoas suspeitas na hora de digitar senha de cartões de pagamento em agências bancárias ou lojas; não deixar nos bancos do carro sacolas de compras, computador, bolsa ou pertences que possam chamar a atenção e não ostentar joias. Em caso de emergência, ligue para 153 (Guarda Municipal) ou 190 (Polícia Militar).

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X