DESKTOP

Prefeitura mantém bandeira laranja em Curitiba e medidas restritivas até 28 de abril

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

blank
Novo decreto vale até dia 28 de abril e mantém bandeira laranja e medidas restritivas. (Foto: Luiz Costa /SMCS)

A prefeitura de Curitiba informou na tarde desta quinta-feira (22) que a cidade segue em bandeira laranja com medidas restritivas de combate à pandemia de Covid-19. A decisão decorre de análise do Comitê de Técnica e Ética Médica da Secretaria Municipal da Saúde, que levou em consideração os dados epidemiológicos da última semana (15 a 22 de abril).

A pontuação da bandeira ficou em 2,0 nesta semana. Curitiba registrou redução do número de novos casos da doença, mas a proporção deles a cada 100 mil pessoas ainda é considerada alta (176,69). Assim como é alto o número de mortes a cada 100 mil pessoas (8,52).
O Decreto Municipal 760/2021, que prorroga até o dia 28 de abril as medidas restritivas previstas no decreto 730/2021, da semana passada, sem alterações, será publicado nesta quinta-feira no Diário Oficial. Veja como estão as atividades na cidade.

LEIA TAMBÉM:

Atividades suspensas

• Estabelecimentos destinados ao entretenimento ou a eventos culturais, tais como casas de shows, circos, teatros, cinemas, museus e atividades correlatas;
• Estabelecimentos destinados a eventos sociais e atividades correlatas, tais como casas de festas, de eventos ou recepções, incluídas aquelas com serviços de buffet, bem como parques infantis e temáticos;
• Estabelecimentos destinados a mostras comerciais, feiras de varejo, eventos técnicos, congressos, convenções, eventos esportivos com público externo, entre outros eventos de interesse profissional, técnico e/ou científico;
• Bares, tabacarias, casas noturnas e atividades correlatas;
• Reuniões com aglomeração de pessoas, incluindo eventos, comemorações, assembleias, confraternizações, encontros familiares ou corporativos, em espaços de uso público localizados em bens públicos ou privados;
• Circulação de pessoas, no período das 23h às 5h, em espaços e vias públicas, salvo em razão de atividades ou serviços essenciais e casos de urgência;
• Consumo de bebidas alcoólicas em vias públicas.

Atividades com restrição
• Atividades comerciais de rua não essenciais, galerias e centros comerciais: das 9h às 19h, de segunda a sábado, sendo autorizado aos domingos apenas o atendimento na modalidade delivery até as 19h;
• Atividades de prestação de serviços não essenciais, tais como escritórios em geral, salões de beleza, barbearias, atividades de estética, serviços de banho, tosa e estética de animais e imobiliárias: das 9h às 22h, de segunda a sábado, com proibição de abertura aos domingos;
• Academias de ginástica para práticas esportivas individuais: das 6h às 23h, de segunda a sábado, com proibição de abertura aos domingos;
• Shopping centers: das 11h às 22h, de segunda a sábado, sendo autorizado aos domingos apenas o atendimento na modalidade delivery até as 19h;
• Restaurantes: das 10h às 23h, de segunda a sábado, inclusive na modalidade de atendimento de bufês no sistema de autosserviço (self-service), e aos domingos apenas o atendimento nas modalidades delivery, drive-thru e retirada em balcão (take away) até as 23h, ficando vedado o consumo no local;
• Lanchonetes: das 6h às 23h, de segunda a sábado, inclusive na modalidade de atendimento de bufês no sistema de autosserviço (self-service), e aos domingos apenas nas modalidades delivery, drive-thru e retirada em balcão (take away) até as 23h, ficando vedado o consumo no local;
• Panificadoras, padarias e confeitarias de rua: das 6h às 23h, de segunda a sábado, sendo autorizado aos domingos das 7h às 18h, ficando vedado o consumo no local;
• Lojas de conveniência em postos de combustíveis: das 6h às 23h, em todos os dias da semana, e aos domingos ficando vedado o consumo no local;
• Para os seguintes estabelecimentos e atividades das 6h às 23h, de segunda a sábado, e aos domingos apenas na modalidade delivery até as 23h, sendo vedado o consumo no local:
a) comércio varejista de hortifrutigranjeiros, quitandas, mercearias, sacolões, distribuidoras de bebidas, peixarias e açougues;
b) mercados, supermercados e hipermercados;
c) comércio de produtos e alimentos para animais;
d) lojas de material de construção;
e) comércio ambulante de rua.
Nos estabelecimentos com atividades restritas, é permitida a disponibilização de música ao vivo, ficando proibido o funcionamento de pista de dança. A capacidade máxima de ocupação deve garantir o distanciamento mínimo de 1,5 metro entre as pessoas.

Os estabelecimentos só podem funcionar com até 50% de sua capacidade
Os serviços de comercialização de alimentos, localizados em shopping centers, galerias e centros comerciais estão autorizados a operar aos domingos, por meio de entrega de produtos em domicílio (delivery) e retirada expressa sem desembarque (drive-thru), ficando vedada a retirada em balcão (take away).
Serviços de call center e telemarketing: a partir das 9hs, exceto aqueles vinculados aos serviços de saúde ou executados em home-office.
Nos parques e praças, fica permitida a prática de atividades individuais ao ar livre, com uso de máscaras, que não envolvam contato físico entre as pessoas, observado o distanciamento social.
O funcionamento das práticas esportivas coletivas fica condicionado ao cumprimento de protocolo específico, conforme determinado pela Secretaria Municipal da Saúde.
O funcionamento das feiras livres fica condicionado ao cumprimento de protocolo específico, conforme determinado pela Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SSMSAN).
O funcionamento das feiras de artesanato fica condicionado ao cumprimento de protocolo específico, conforme determinado pelo Instituto Municipal de Turismo (Curitiba Turismo).
O funcionamento do comércio ambulante de rua fica condicionado ao cumprimento de protocolo específico, conforme determinado pela Secretaria Municipal do Urbanismo (SMU).
Os veículos utilizados para o transporte coletivo urbano deverão circular com lotação máxima de até 70% de sua capacidade, em todos os períodos do dia.
As igrejas e os templos de qualquer culto deverão observar a Resolução nº 371, de 9 de abril de 2021, da Secretaria estadual da Saúde, que regulamenta a realização das atividades religiosas de qualquer natureza.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:


Veja Também

blank

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

blank
X