Primeira semana de junho tem 134 estabelecimentos fiscalizados

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

Primeiros dias de junho têm 134 estabelecimentos fiscalizados. (Foto: Levy Ferreira/SMCS)

Nos seis primeiros dias de junho, as equipes que atuam na prevenção da propagação da Covid-19 na cidade percorreram bairros e a região central para coibir aglomerações e funcionamento de atividades com restrição e verificar o cumprimento do toque de recolher, do uso obrigatório e correto de máscara e de outras medidas estabelecidas no Decreto Municipal 940/2021.

De terça-feira (1) a domingo (6), a Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu) vistoriou 134 espaços, encerrou uma festa clandestina, interditou 23 estabelecimentos e lavrou 77 autos de infração. As infrações somam R$ 495 mil em multas e foram para empresas e pessoas físicas flagradas descumprindo os protocolos.

Curitiba segue em bandeira vermelha, de risco alto para a pandemia da Covid-19, e com isso as ações de fiscalização são contínuas. O objetivo da força-tarefa é assegurar o funcionamento econômico na cidade aliado à garantia da saúde pública da população, a partir do respeito aos protocolos sanitários.

Bebidas e festa clandestina

O objetivo da força-tarefa é assegurar o funcionamento econômico na cidade aliado à garantia da saúde pública da população, a partir do respeito aos protocolos sanitários. (Foto: Levy Ferreira/SMCS)

Entre as fiscalizações realizadas na terça-feira (1) e quarta-feira (2), foram interditadas e multadas, em R$ 5 mil cada, distribuidoras de bebidas no Batel e no Sítio Cercado e um bar no Santa Cândida (R$ 15 mil).

Na quinta-feira (3) as equipes encerraram as atividades em três distribuidoras de bebidas nos bairros Pilarzinho, Boqueirão e CIC, todas multadas em R$ 5 mil. No bairro CIC interditaram e multaram uma lanchonete (R$ 5 mil) e acabaram com uma festa clandestina. O responsável pelo evento recebeu multa de R$ 50 mil e cada um dos 29 participantes foi autuado em R$ 5 mil por participar de reunião com aglomeração.

Já na sexta-feira (4) os locais interditados e multados foram uma loja de veículos no bairro Fanny (R$ 10 mil), uma loja de departamentos no Água Verde (R$ 10 mil), uma loja de armarinho no Água Verde (R$ 5 mil), uma papelaria no Portão (R$ 5 mil) e um templo religioso no Centro que estava com ocupação superior a 15% da capacidade (R$ 5 mil).

Aglomeração

Também foram paralisados e autuados um bar no Parolin (R$ 10 mil), uma sauna/bar no Uberaba (R$ 20 mil) e uma lanchonete, também no Uberaba (R$ 10 mil). No Umbará as equipes flagraram um bar com aglomeração de pessoas. O estabelecimento foi multado em R$ 30 mil e os 25 participantes em R$5 mil cada.

No sábado (5) os fiscais paralisaram as atividades e multaram uma distribuidora de bebidas no Santa Cândida (R$ 5 mil), um bar no Hauer (R$ 10 mil), um comércio de móveis e eletrodomésticos no Centro (R$ 10 mil) e um comércio de artigos para festas e embalagens no Boqueirão (R$5 mil).

Domingo (6) foram paralisadas e multadas duas distribuidoras de bebidas nos bairros Boa Vista e Cajuru, ambas no valor de R$ 5 mil. Além disso, guardas municipais dispersaram cerca de 300 pessoas que estavam na Praça do Semeador, bairro Sítio Cercado.

Fiscalização de trânsito

Estacionamento irregular voltou a ser a principal infração de trânsito constatada durante as Aifus do feriado e fim de semana. Foram 16 multas aplicadas, com um carro guinchado. Um condutor foi autuado por utilização de equipamento de som em volume e frequência não autorizados por legislação federal.

Além das Aifus, o Grupo de Trânsito da Guarda Municipal desenvolveu fiscalizações em locais com grande concentração de pessoas. Em blitz na Rua Itupava, no Alto da XV, foram aplicadas oito multas e cinco carros foram guinchados.

LEIA TAMBÉM:

Na Praça do Gaúcho, outras nove multas e três veículos removidos. Já nas imediações do Museu Oscar Niemeyer e Parcão, foram outras nove irregularidades constatadas, com cinco remoções. Houve registro de autuações também nos arredores do Parque Tingui, por carros estacionados de forma irregular.

A Aifu é realizada a partir da união de esforços dos fiscais da Secretaria Municipal do Urbanismo, Secretaria Municipal do Meio Ambiente, agentes da Setran, Guarda Municipal, Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X