Projetos de Curitiba são finalistas no IF Design Award 2021

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Monique Benoski

A mostra “O que é Original?”, do artista paranaense Marcelo Conrado, é finalista do IF Design Award 2021. (Foto: Divulgação/MON)

Dois projetos de Curitiba estão na final do IF Design Award 2021, considerado o prêmio máximo e um dos principais selos de excelência em design do mundo. Um deles é a mostra “O que é Original?”, do artista paranaense Marcelo Conrado, promovida pelo Museu Oscar Niemeyer (MON) em 2019, e outro é o projeto da Orquidaria Rosita, da empresária Rosita Beltrão Rischbieter, onde também fica a Prestinaria, casa de pães do empresário Marcelo Almeida, no bairro São Lourenço.

O projeto expográfico do trabalho de Conrado foi dos arquitetos Gustavo Paris e Gabriela Casagrande, com curadoria da professora Maria José Justino e produção de Rebeca Gavião Pinheiro. A exposição também recebeu, no final do ano passado, medalha de bronze no Brasil Design Award 2020, na categoria Indicados pelo Júri em Design de Ambientes (Design de Exposições e Instalações).

O artista também é professor e doutor em Direito pela UFPR e em sua exposição utilizou 20 fotografias licenciadas de bancos de imagens, sobrepostas a frases anônimas, retiradas de pichações, redes sociais ou conversas casuais. Em outro espaço da exposição, foram apresentadas ao público 13 pinturas em grandes formatos. A mostra trouxe para o Museu o questionamento sobre o conceito de originalidade e autoria na arte contemporânea.

A projeto da Orquidaria Rosita, assinado pelo escritório Jayme Bernardo Arquitetura & Design, é finalista do IF Design Award 2021. (Foto: Daniel Katz)

O projeto da Orquidaria Rosita é assinado pelo escritório Jayme Bernardo Arquitetura, & Design. O empreendimento moderno e inovador une o maior acervo de orquídeas do Brasil, com mais de sete mil exemplares, com a excelência da casa de pães mais tradicional da cidade. A floricultura tem desde as orquídeas mais convencionais até espécies raras que vêm de diversos países como Brasil, Itália, Chile, Tailândia e Estados Unidos. Além do arquiteto Jayme Bernardo, quem fez o paisagismo foi Luiz Carlos Orsini, que também assina os jardins do Instituto Inhotim, em Brumadinho, Minas Gerais.

Rosita sempre foi uma apaixonada por orquídeas e cuidava de milhares em sua residência. Até que decidiu dividir sua paixão com outras pessoas, para que elas também pudessem participar da experiência de estar em meio a tantas orquídeas na natureza. Ela guardou 5% de sua coleção e criou o orquidário para vender as outras e levar essa paixão para frente.

Marcelo Almeida, que era deputado federal, largou a política para viver do seu sonho de ser padeiro. Ele também é engenheiro civil e dono de uma das maiores fortunas do estado. Além da sede que fica na Orquidaria Rosita, que reabre ao público no próximo dia 07 de fevereiro, a marca tem mais duas lojas, uma no Bigorrilho e a Petit, no Juvevê, que já estão abertas seguindo todos os protocolos de segurança.

A Prestinaria, que fica dentro da Orquidaria Rosita. (Foto: Reprodução Instagram)

Desde 1953, o IF Design Award é um selo de reconhecimento internacional pela excelência no setor de design. A seleção é feita por cerca de 60 experts na área, de mais de 20 países.

LEIA TAMBÉM:

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X