Quase 1000 sem tetos foram levados a abrigos de Curitiba; foi o segundo recorde de atendimento

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

Abordagem das equipes da Fundação de Ação Social (FAS) para acolhimento nos abrigos. (Foto: Ricardo Marajó/SMCS)

Na noite desta terça-feira (25) 983 pessoas em situação de rua foram acolhidas nos abrigos mantidos pela prefeitura de Curitiba. Foi a segunda noite com maior número de atendimento desde que teve início a Ação Inverno – Curitiba que Acolhe, no dia 15 de maio. O recorde de acolhimento foi registrado no domingo (23), quando 1.025 pessoas foram levadas para os abrigos.

Do total de pessoas atendidas durante a noite desta ontem, 249 procuraram os abrigos espontaneamente e 89 foram encaminhadas pelas equipes da Fundação de Ação Social (FAS) que percorrem a cidade. Duas delas foram levadas para unidades de isolamento por apresentarem sintomas gripais. As outras pessoas já são atendidas permanentemente nas unidades de acolhimento institucional e hotéis sociais do município, onde permanecem até que consigam a autonomia necessária para deixar as ruas.

Das 18h às 22h, a FAS realizou 170 abordagens sociais, 102 delas solicitadas pela população por meio da Central 156 e três por telefone. Em 31 casos, as equipes se deslocaram até os endereços indicados, mas já não havia mais ninguém no local.

“Durante as abordagens, as equipes de educadores sociais oferecem atendimento e falam dos riscos da contaminação do novo coronavírus”, explica Vanessa Resquetti, supervisora da Regional Matriz, que concentra 68% da população de rua em Curitiba. Apesar da oferta dos serviços e também do frio, 81 pessoas não aceitaram ir para os abrigos onde podem tomar banho, trocar de roupa, se alimentar e dormir. Em função da pandemia, os acolhidos não precisam deixar as unidades pela manhã, podendo permanecer nos locais durante o dia e à noite.

Gatos e cachorros

Com pouco agasalho e coberta, três pessoas que recusaram o acolhimento receberam cobertores entregues pelas equipes. O atendimento da FAS também se estende para as pessoas em situação de rua que possuem animais de estimação. Na última noite, sete cachorros e dois gatos foram levados juntos com seus donos para abrigos, transportados em caixas especiais para animais. 

População pode ajudar

A FAS pede que a população ajude a proteger as pessoas em situação de rua, principalmente nos dias mais frios, informando à Central 156 sempre que vir alguém desprotegido. Basta ligar para o 156, acessar o aplicativo Curitiba 156 ou solicitar abordagem por meio do chat e informar o local onde a pessoa se encontra.

LEIA TAMBÉM:

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X