Quase 90 mil famílias do Paraná começam a receber o Cartão Comida Boa

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

O cartão deverá ser usado diretamente nos estabelecimentos credenciados (Foto: Divulgação)

Começam a ser distribuídos nesta semana o Cartão Comida Boa para cerca de 90 mil famílias do Paraná que se encontram em situação de vulnerabilidade social. O cartão, no valor de R$ 80,00, poderá ser usado para a compra de itens de necessidades básicas. Os cartões já estão carregados com o recurso e começaram a ser distribuídos aos 399 municípios. O anúncio foi feito nesta terça-feira (14) pelo secretário de Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, pasta à qual o programa do governo do estado está vinculado.

“O Cartão Comida Boa chega para socorrer as famílias em extrema pobreza, para garantir o alimento na mesa de casa”, disse Leprevost durante o anúncio da liberação do cartão, que prevê o repasse mensal de R$ 80 para atender famílias em situação de pobreza e extrema pobreza – com renda familiar per capita de até R$ 200 – e que não estejam beneficiadas com o Auxílio Brasil, do governo federal.

O cartão, que será distribuído pelas prefeituras, não permite sacar o dinheiro, que deverá ser usado diretamente nos estabelecimentos credenciados. Para saber os locais, se tem direito ao benefício e outras dúvidas, basta clicar no link http://www.justica.pr.gov.br/ComidaBoa. Fica vedada a aquisição de bebidas alcoólicas e fumígeros (cigarro). A orientação da Secretaria de Justiça, Família e Trabalho é que os cartões sejam distribuídos através dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), mas os municípios têm autonomia para definir os locais de entrega.

Serão contempladas famílias em situação de vulnerabilidade social de todos os 399 municípios do Paraná que estiverem cadastradas e atendam aos requisitos do programa. A coordenação e o cadastro das famílias serão feitos pela secretaria, que utiliza a base de dados do Cadastro Único para Programas Sociais – CadÚnico. Esse é o instrumento de identificação e caracterização socioeconômica das famílias de baixa renda para a seleção de beneficiários e a integração dessas pessoas a programas sociais.

LEIA TAMBÉM:

A cada 90 dias será gerada uma nova lista de beneficiários para verificar se a família atende aos critérios de habilitação. Quem continuar fazendo jus permanecerá com a recarga mensal do cartão. Ao mesmo tempo em que aqueles que não estiverem mais enquadrados no programa terão o cartão cancelado.

O Cartão Comida Boa foi criado de forma emergencial pelo governo do estado durante a pandemia de Covid-19 e o valor pago, em 2020, era de R$ 50. Recentemente, o governo aumentou o repasse para R$ 80 e tornou o benefício permanente dentro do Programa Paraná Solidário que ainda engloba tarifas sociais de água e luz, além do valor do aluguel social para moradores de áreas que estão sendo requalificadas nos municípios paranaenses.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

8 comentários em “Quase 90 mil famílias do Paraná começam a receber o Cartão Comida Boa”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X