Rádio Paraná Educativa FM tira programas temáticos da grade

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

Programação noturna da Rádio Paraná Educativa FM não tem mais programas temáticos. (Foto: Divulgação)

Quem acompanha a programação da Rádio Paraná Educativa FM já percebeu que, nos últimos meses, os programas temáticos que faziam parte da programação noturna saíram do ar. Em comum, eles eram produzidos e apresentados por parceiros que faziam os programas de graça, não recebendo pela produção e pela apresentação das atrações.

“No início contávamos com apoios culturais, que tinham mais valor afetivo e eram mais como uma ajuda de custo. Mas nos últimos quatro meses a nova direção da rádio tirou estes apoios e também alguns desses programas do ar”, conta o argentino Alejandro Di Núbila, músico e apresentador do Tanguería, o mais recente programa a ser cancelado na rádio, e que estava no ar havia dez anos.

Antes do Tanguería, também deixaram a grade os programas temáticos de jazz, música judaica, latina, clássica e outros, como o Venas Abertas, Poemoda e Música Oculta. No lugar entrou uma programação de música brasileira.

Alejandro chama a atenção para a forma como foi comunicado sobre o fim do programa. “Fizeram um contato via WhatsApp na semana anterior ao último programa falando sobre uma possível reunião, mas sem mencionar assunto ou sugerindo horário. Já na semana seguinte, quando enviei o programa para a edição, fui informado pelo editor que não entraria mais no ar. Não houve uma comunicação oficial da direção”, disse.

Da mesma forma, aconteceu com o professor e doutor em Música, Edwin Pitre Vásquez. Panamenho, Edwin apresentava o programa Tropicana, de música latina, que ia ao ar todos os sábados, às 15h. “De início percebi que pararam de anunciar os outros programas nos intervalos. Em seguida, recebi um whatsapp dizendo que o novo diretor queria marcar uma reunião. Marcamos um dia e horário, mas na hora combinada, ninguém entrou em contato. Depois desse dia, o programa já não entrou mais no ar”, disse o professor.

LEIA TAMBÉM:

Reestruturação

De acordo com o novo diretor da Paraná Educativa FM, Rudson Weber, desde agosto a emissora está passando por uma reestruturação, e uma das ações é a dispensa de profissionais que não mantinham vínculo legal com a rádio, como era o caso dos apresentadores desses programas. “Como somos uma rádio pública temos que seguir um processo de isonomia. Essas produções não tinham critérios. Futuramente lançaremos um edital para credenciamento de produções”, afirmou ao portal.

Além disso, Weber disse que a Educativa quer dar mais espaço para a música brasileira e paranaense. “Nos últimos dois meses, um terço da nossa programação musical passou a ser de música paranaense, e os nossos artistas já se manifestaram, dizendo que estavam se ouvindo”, disse.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

7 comentários em “Rádio Paraná Educativa FM tira programas temáticos da grade”

  1. Avatar

    Uma pena o que fizeram. A rádio ficou intragável. Vinhetas de mau gosto, qualidade sonora horrível. Pra ser sincero, virou a rádio jacu do Paraná.
    Até parece a rádio massa. Esse senhor nada sabe de música ou de Educação! Desconfio que estão pagando cachê para os pseudo DJ daquela outra horrível rádio.
    SOCORRO!

  2. Pingback: ObjetivaCast WebRadio - Rádio Paraná Educativa FM tira programas temáticos da grade – Reinaldo Bessa

  3. Avatar

    Realmente uma pena . Se é para divulgar a música e os músicos paranaenses , deveriam divulgar o nome e quem canta . Para mim ilustres desconhecidos , se algum agradar não tenho como procurar as canções. Está muito fraquinha a rádio , vou ouvir notícias na CBN.

  4. Avatar

    Finada uma rádio de qualidade, pelo motivo que mais se houve na esfera publica: o papai ministério publico e a mamãe burocracia não deixam …. Pessoas, de várias nacionalidades, que se dispunham a doar seu tempo e conhecimento são proibidas de continuar o seu trabalho pela “falta de vínculo”. Ao invés do estado brasileiro evoluir e mudar esta história, não! Preferem dispensar o que estava dando certo; o importante é ter vínculo, trabalhar por “hora” e não por produção. Banânia é uma republica, não somente de adultos alienados e mal intencionados, mas uma grande piada. Quem sabe os nobres apresentadores não reúnem para formar uma rádio independente. Podemos esquecer a E Paraná FM.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X