Secretaria da Saúde edita resolução que autoriza escolas do Paraná a receber mais alunos por sala

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

A nova resolução reduz o espaçamento nas salas de aula das escolas da rede pública. (Foto: Silvio Turra/SEED)

O Paraná decidiu ampliar o número de alunos por sala de aula nas escolas da rede pública de ensino do estado. A medida também pode ser aplicada nas demais escolas públicas (municipais) e na rede privada, do ensino básico e superior. O distanciamento entre as carteiras passará de 1,5 metro para 1 metro. A decisão atende a um pedido da comunidade escolar e foi autorizada devido ao avanço da vacinação contra a Covid-19 e à diminuição dos indicadores da pandemia no estado.

O anúncio foi feito pelo governador Ratinho Jr. nesta terça-feira (10), no Palácio Iguaçu, durante a cerimônia que liberou o pagamento de promoções e progressões relativas aos exercícios de 2019 e 2020 para 16.319 servidores da educação. “Temos neste momento uma segurança maior para dar esse passo, mas sempre com toda a cautela possível, respeitando todos os cuidados em relação às normas sanitárias. Os professores estavam sofrendo muito tendo que se dividir entre as aulas presenciais e híbridas”, afirmou Ratinho Jr.

LEIA TAMBÉM:

Ele acrescentou, porém, que “como tudo em relação à pandemia, vamos avaliando diariamente os indicadores para tomar qualquer tipo de outra decisão”. A meNSSdida foi regulamentada pela Secretaria da Saúde do estado e vale para todas as instituições de ensino público ou privadas do Paraná, incluindo as de nível superior.
“É uma tratativa que vem de muito tempo. Agora, com os números da pandemia baixando, vamos diminuir o espaçamento de 1,5 metro para 1 metro desde que todos os protocolos sejam atendidos. Vamos avançar, a retomada é gradual, mas a educação precisa retornar”, destacou o secretário da Saúde, Beto Preto.

Entre os protocolos sanitários, as escolas precisam disponibilizar recursos e insumos para higiene das mãos, como água corrente, sabonete líquido, papel toalha e/ou álcool gel 70%, em locais estratégicos e de fácil acesso, principalmente pontos com maior circulação de pessoas como salas de aula, salas de apoio, laboratórios, portas de acesso principal, corredores, entre outros.

Confira a resolução 735/2021 AQUI

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:


Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X