Supermercados devem ficar fechados neste sábado; justiça derruba liminar que autorizava funcionamento

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Monique Benoski

Supermercados devem ficar fechados neste sábado (22). (Foto: Divulgação/Freepik)

Na noite desta sexta-feira (21), a justiça havia autorizado o funcionamento neste sábado (22) de supermercados, mercados e hipermercados em Curitiba. A liminar autorizava a abertura das 07h às 20h. A Associação Paranaense de Supermercados (Apras) havia pedido revisão do Decreto Municipal que determina o fechamento. Porém, a prefeitura de Curitiba recorreu no Tribunal de Justiça e conseguiu reverter a decisão. Os supermermercados devem permanecer fechados.

A juíza Fabiana Silveira Karam escreveu no despacho: “À luz dos fatos supramencionados, força convir que os efeitos da decisão agravada podem acarretar risco de dano grave de difícil ou impossível reparação, porquanto interferem diretamente nas medidas sanitárias adotadas pelo agravante, a fim de enfrentar o avanço epidemiológico da pandemia ocasionada SARS-Cov-2-Covid-19, medidas tais, que, ressalta-se, visam garantir o funcionamento do sistema de saúde da localidade versada nestes autos e, por conseguinte, de interesse de toda a sua coletividade”.

De acordo com o empresário Anízio Benoski, proprietário do Supermercados MercaBom, no bairro Novo Mundo, é um grande erro proibir a abertura aos fins de semana. Ele citou o exemplo do que aconteceu nesta sexta-feira (21): “como a princípio estava proibida abertura, o movimento de sexta-feira foi muito intenso, muito mais do que o normal, nós conseguimos controlar o entra a sai de pessoas, porém, se fosse permitido abrir aos fins de semana, esse público se diluiria, e não ficaria com tanta aglomeração em um só dia”, conta.

Supermercados MercaBom, no bairro Novo Mundo. (Foto: Divulgação/Anízio Benoski)

O empresário diz que algumas semanas atrás havia montado e até anunciado um sistema de drive-thru no qual o cliente não sairia do carro, passaria a lista de compras aos funcionários do mercado, pagaria a compra dentro do carro por meio de pix ou maquina de cartão, receberia as compras na hora com tudo higienizado e teria até uma estrutura com cobertura para ter a compra facilitada em dias de chuva, porém, essa ideia também foi proibida. “Depois que eu anunciei, descobri pela prefeitura que não pode, não é um sistema permitido para supermercados. Por quê? Se existe esse método em outros locais? Não entendi, fiquei bastante aborrecido. O que quero é reduzir a aglomeração e trazer segurança para o público”, completa.

Por esse motivo, a única maneira que restou, segundo Benoski, para dar um pouco mais de segurança aos clientes foi o sistema próprio de delivery, que está autorizado pela prefeitura aos sábados e domingos. “Estamos com mais ou menos seis carros trabalhando até às 17h para tentar dar esse mínimo de conforto ao nosso público, mas confesso que acho que o mais seguro seria abrir aos fins de semana para que as pessoas se diluíssem nos três dias e não causasse tanta aglomeração”.

De acordo com a liminar da justiça, os estabelecimentos permanecem autorizados a funcionar das 06h às 21h, de segunda a sexta.

LEIA TAMBÉM:

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

1 comentário em “Supermercados devem ficar fechados neste sábado; justiça derruba liminar que autorizava funcionamento”

  1. Essa decisão de fechar mercados no final de semana, provocando aglomerações e transtornos à população, mostra que isso é genocídio, pois saiu do discurso e passou para a prática. Enquanto isso, bares que descumprem os protocolos sanitários e as festas clandestinas continuam a funcionar, sem o menor pudor e sem serem incomodados pelas autoridades, como sempre, os que cumprem as regras, são penalizados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X