Supermercados reagem contra fechamento aos sábados na capital

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

Campanha lançada pela Apras para incentivar a abertura dos supermercados. (Video: Divulgação/Apras)

A Associação Paranaense de Supermercados (Apras) divulgou nesta quarta-feira (19) uma nota com argumentos contrários ao Decreto Municipal nº 890, que determinou o fechamento dos supermercados aos sábados e domingos e restringiu o horário de funcionamento das 6h às 21h.

Em nota a entidade informa “que se preocupa com as consequências das decisões. O fechamento nos finais de semana prejudicará o atendimento aos consumidores curitibanos e irá gerar concentrações de pessoas nas lojas para suprirem as suas necessidades básicas”.

Os representantes dos supermercados também alertam sobre problemas que podem acontecer. “O setor prevê situações caóticas principalmente nas quintas e sextas-feiras, mesmo com a limitação da capacidade, gerando extensas filas externas nos estabelecimentos”.

LEIA TAMBÉM:

Recentemente a Apras comemorou 50 anos de história, destacando a defesa dos interesses da categoria ao longo de meio século de existência. Durante essa trajetória, a entidade se considera fundamental para estreitar o relacionamento entre supermercadistas, governo, fornecedores e consumidores.

A nota divulgada pela entidade segue na linha de defesa dos direitos dos empresários e da sociedade, finalizando: “As restrições são um risco para a saúde pública e para o abastecimento da população, já que a experiência adquirida nesta pandemia mostra que a ampliação dos horários ajuda a distribuir os clientes no decorrer dos dias, pois os supermercados são considerados atividade essencial e fornecem produtos e alimentos de necessidades básicas”.

Curitiba mantém bandeira laranja

A prefeitura de Curitiba publicou nesta terça-feira (18) o decreto 890/2021, estabelecendo novas regras para enfrentamento da Covid-19 na capital, que se mantém na bandeira laranja. O documento entrou em vigor hoje (19) com validade até quarta-feira da semana que vem, dia 26 de maio. As medidas foram definidas pelo Comitê de Técnica e Ética Médica e reforçam o controle da Covid-19.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:


Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X