Suzana Lobo inaugura exposição inspirada no tempo a partir da poesia de Mario Quintana

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

A artista Suzana Lobo. (Fotos: Divulgação)
Obra de Suzana Lobo.
Obra de Suzana Lobo.
Obra de Suzana Lobo.

A artista plástica Suzana Lobo inaugura no dia 7 de novembro, no Museu Guido Viaro, a exposição “O Tempo não para”, composta por cerca de 20 obras de sua produção recente, inspiradas na temática do tempo a partir da poesia de Mário Quintana. Com uma sólida carreira de mais de cinco décadas, Suzana justifica sua pequena produção: “Pinto verdades e não há verdades novas para serem ditas todos os dias”. Com trabalhos em alguns dos principais acervos brasileiros e internacionais e inúmeras premiações, suas fases retratam com grande sensibilidade personagens vistos sob o olhar feminino e crítico.

Há algum tempo sem expor, a artista explora mais uma vez as contradições e os conflitos do ser humano com seu meio e a ambiguidade da mulher em diversos aspectos. A pureza das cores e traços evidencia um momento extremamente rico da artista. Curitibana, Suzana Lobo se mudou ainda criança para o Rio de Janeiro, onde iniciou sua carreira artística em 1965. Formada pelo Instituto de Belas Artes do Rio, foi aluna de Iberê Camargo, Ivan Serpa e Manoel Santiago. Já realizou inúmeras exposições individuais e coletivas no Brasil e no exterior, com premiações em salões oficiais. Suas obras integram o acervo do Museu Oscar Niemeyer, Museu de Arte Contemporânea de Curitiba, Museu Municipal de Arte e Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro, além de coleções particulares.

Serviço:
Exposição “O Tempo não para”
Data e hoário: 7 de novembro de 2019, às 20h
Duração: Até 30 de novembro
Local: Museu Guido Viaro – Rua XV de Novembro, 1.348 – Centro
Entrada franca

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X