Tradicional churrascaria Devons fecha as portas no Centro Cívico, em Curitiba

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Simone Giacometti

blank
A venda foi confirmada em primeira mão ao Portal Reinaldo Bessa, nesta segunda-feira. (Foto: Divulgação)

Uma das melhores churrascarias de Curitiba, frequentada por políticos em geral e pessoas do Poder Judiciário, anunciou neste segunda-feira (25) que vai fechar as portas, depois de 33 anos de atividades. Segundo a jornalista Fernanda Ongaratto Bacellar, filha do proprietário, Augusto Farfus, o estabelecimento foi vendido. Em conversa com o portal, no final da tarde, Farfus confirmou a venda, mas não quis revelar o nome do comprador alegando cláusula de confidencialidade. Farfus adiantou, porém, que o novo proprietário não é do ramo gastronômico. “Por uma questão de confidencialidade não posso afirmar se a Devons será mantida. Embora não sejam do ramo, tem tudo pra dar certo. Estou disposto a dar uma consultoria”, afirmou. O portal apurou que o comprador seria uma construtora, o que indica a intenção de se construir um edifício no local.

LEIA TAMBÉM:

A negociação durou dois meses e Farfus conta que foi uma decisão difícil, por gostar muito de atuar na área. “O restaurante é uma sala muito grande da sua casa, eu fiz muitas amizades com pessoas que eram crianças na época e que hoje são grandes juízes, advogados, políticos, como o governador Ratinho Jr., e isso não se compra. Ele vinha no restaurante quando era criança, numa Brasília dirigida por seu pai”.

Augusto Farfus disse que foi convencido a vender a churrascaria para poder se dedicar mais à família. Ele contou que passou por um grave problema de saúde há alguns anos e que achou que estava na hora de aproveitar mais a vida. “Tenho que curtir meu netos, meu filho Júnior, que mora no exterior, tem um casal de filhos. Tenho três netas aqui, quero participar mais da vida deles”.

O empresário contou já ter novos planos. Ele pretende aproveitar toda sua experiência de 43 anos no ramo gastronômico para montar uma empresa de consultoria na área. “Eu quero passar para as pessoas ideias mais positivas. Aprendi a ouvir o cliente, ouvir as críticas, que para mim sempre foram importantes”.

Conhecida pelo famoso rodízio de carnes nobres, buffet com especiarias e atendimento impecável, a churrascaria Devons, sempre teve o comando de Farfus e sua mulher, Fátima Ongaratto. Ao longo dos anos, a Devons ganhou vários prêmios de gastronomia. A família divulgou uma nota explicando os motivos da venda. Mais informações em breve.

Nota da família

“Chega um dia que o capitão lança a âncora, guarda os sapatos e veste os chinelos. É hora de parar. É hora de descansar. De passar os fins de semana com a família. Os dias dos “Pais” com os filhos. É hora de dizer adeus, mas não com dor no coração. É hora de dizer adeus com a satisfação de dever cumprido nesses 33 anos de atividade. Hoje, 25 de janeiro de 2021, encerramos uma história de sucesso. O Devon’s fecha as suas portas. Mas só as portas da entrada. Aquelas que por muitos anos fizeram vista para a fonte de água no centro, depois a jabuticabeira, com a feijoada lotada aos sábados e as mesas de amigos. As portas do coração, que são as que realmente valem, essas, ahhh, essas continuam abertas aos amigos. Amigos esses que vamos levar, todos, todinhos, bem guardados do lado de dentro. De dentro do coração. Será um adeus e um “nos vemos por aí”, “num churrasco qualquer”, “num domingo qualquer”, “num aeroporto qualquer”! A vocês, nossos clientes queridos, a nossa mais eterna gratidão! Augusto e toda família Devons.”

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

37 comentários em “Tradicional churrascaria Devons fecha as portas no Centro Cívico, em Curitiba”

  1. blank

    Comi uma feijoada num sábado, estava horrível. Desculpe, mas estou sendo sincera.Nao sei se relataram, pq era aposentados do Tribunal de Contas velhinhos já. Eles não deram muita importância.

      1. blank

        Os ponteiros no relógio da vida não param…tudo muda, se transforma. Fecham-se as portas, e nem sempre janelas se abrem ao nascer do Sol. Fico lendo as justificativas que vendas são feitas p se aproveitar mais o tempo que resta. Mas muitos não percebem, que justamente o trabalho que deixam para trás, era o que dava razão do aproveitar bem o dia a dia.
        Obrigada Davons, muitas festas ficarão para sempre na memória. Felicidades a família. Saúde!!

  2. blank

    Incrível como os comentários são desnecessários por aqui, que chega a ser assustador. É como o Brasileiro (com exceções) é… algo bizarro e com absolutamente nada de compaixão ou empatia…. Sobre o fechamento da Devons, é uma grande lástima. Tomara que o novo dono continue com a história que o Sr. Augusto começou.

  3. blank
    Elisabete Mari Paris Curce

    Família maravilhosa! É uma pena termos o fechamento desta Tradicional Churrasqueira! Mas, entendemos os nobres motivos do Sr. Fafus. Deus o ilumine nesta nova fase! Gratidão a toda família!

  4. blank

    Nossa q pena ali foi meu primeiro emprego trabalhei 9 anos no Devons fico muito sentido com dor no coração eu adorava trabalhar lá vi toda a família do Augusto e dona Fátima crescer o Júnior a Fernanda eles eram pequenos fiquei muito sentido ter fechado lá mais vida q segue eles merecem um descenso com sua família obrigado Augusto farfus dos Santos por tudo abração pra toda família e boa sorte na nova caminhada Deus abençoe o senhor e sua família abraços

    1. blank

      Todo início tem um fim. E esse fim com certeza de muitas possibilidades de um novo início. Algumas vezes frequentei e a comida quanto a simpatia de atendimento eram excelentes.

    1. blank

      ALEX LIMA. Devons não era um restaurante para quem gosta de comer mal e barato mas para pessoas de bom gosto e que depois de comer não saem criticando o valor. Se alguém vai a estes lugares já deve saber que tem que ter uma reserva e no pior das hipóteses se interar do preço antes de ir. Tudo uma questão de inteligência.

  5. blank
    Ricardo Mendes Araújo

    A Devons fez história em Curitiba, hoje infelizmente ésta cidade fica mais pobre e mais triste, culpa das circunstâncias do look down, da pandemia, das decisões políticas. onde vamos chegar com todas essas proibições?

  6. blank

    Sou vizinho da Devons, fui várias vezes comemorar acontecimentos importantes da minha família lá! No começo era uma fumaceira danada, apesar do aroma delicioso que invadia a vizinhança, depois com a nova regulamentação e conceito ecológico, o Sr. Farfus investiu num moderno sistema de filtragem nas chaminés da churrasqueira e elevou seu bom conceito no bairro!

  7. blank

    Fui uma vez com meus filhos (3) e esposa, em um Galaxie LTD, ouvi o garçon falar…
    Prepara Mesa para 4 pessoas..
    Logo depois sai do carro e ouvi o mesmo garçon falar.. aumenta para 5 pessoas, o motorista vem tambem.
    Cuidado vom sobremesa na epoca
    Tambem cuidado com aperitivos que andavam com carinhos, e o garçon oferecendo…cuidado.

  8. blank

    Caro Augusto, amigo de muitissimos anos, cada um tem a sua hora de parar um pouco, conheço o Devons desde a inauguração, o Augusto sempre primou pela perfeição, sempre presente atendendo as “princesas´´ e seus acompanhantes. Augusto, meu forte abraço e bom descanso….que deve durar pouco, te conheço,….voce nunca deixou de “trabalhar´´

    1. blank
      José Ricardo Benazzi

      Frequentei a Devon’s desde a época em que a parte da frente era um piano bar. E no início preparavam na mesa. Conheci o Augusto, uma pessoa sensacional. Os filhos dele eram colegas dos meus no Santa Maria. Acompanhei as primeiras manobras de kart do Junior. Li, com muito pesar a nota, mas fique certo Augusto que você contribuiu muito para deixar Curitiba mais bonita, feliz e hospitaleira. Minha família agradece o privilégio de ter partilhado da sua companhia.

  9. blank
    Mauricio W Siqueira

    Parabéns Augusto e família por tantos anos dedicados ao Devon’s. Novo ciclo se inicia em suas vidas e que Deus os abençoe e que tenham muitas felicidades.

  10. blank
    Leonardo Aparecido Polinario

    Nunca tive a oportunidade de frequentar essa que é, sem dúvida alguma, umas das grandes marcas registradas de Curitiba. Tão tradicional que se confunde com a a história de nossa cidade! O roda do tempo gira levando consigo não somente as os minutos e as horas que ficaram pra traz. Ela deixa cicatrizes que marcam o seu legado: Disapel, HM, Prosdócimo, Bar do Hermes. Provavelmente alguém buscará na sua memória histórias de empresas genuinamente curitibanas que assim como a Deveons, foi, foram e serão engolidas pelo tempo. Por debaixo do pó que cobre cada uma dessas marcas, uma rica história para ser contada. Parafraseando Getúlio Vargas, a Deveons sai da gastronomia, por extensão do mercado para entrar para a história com seu legado que ajudou também a costurar as tramas da política tupiniquim paranaense!

  11. blank
    Pedro Paulo Pereira

    Realmente a casa era muito boa aos clientes porém eu trabalhei na década de 90 por um curto período e não me adaptei com a forma de dura q éramos tratados neste local, fui trabalhar no PER TUTTI na avenida das Torres com o Sr Albino Ongaratto que é pai de Fátima Ongaratto e lá trabalhei por um bom tempo com a Dona Zélia e Albino pessoas de muito respeito e apresso, quanto ao fechamento da casa só lamento pelos bons clientes e os amigos de profissão (Garcon)que formamos na época…

  12. blank

    Grande Augusto…
    Vai deixar saudades a todos que sabiam o que era ímpar em questão de atendimento carinho amor dedicação e qualidade os quais vcs contemplaram a todos curitibanos!!! Respeito muito tua decisão, sei que não é fácil quando decidimos parar assim, passei o mesmo sentimento quando sai do ramo de calçados com a Scarpinni , mas tudo tem sua hora, vai dar muitas saudades daqueles sábados sagrados que íamos em turma e saiamos só no fim da tarde.., gostava qdo via o teu entusiasmo correndo pra lá e pra cá fechando os patrocinadores do Augusto na época era a Credicard lembra? E vc sempre me falava ..Nasserzinho eu vou operar a vista do Jr, ele vai ficar zero e vc vai ver o piloto que esse guri vai dar!!!! Lembro pq meu filho tinha o mesmo problema na vista.., e olha aí …virou um Campeão nato!!! Essa é apenas uma das milhares de lembranças que teremos ainda para prosar juntos se Deus quiser num futuro próximo!!! Que Deus te ilumine e abençoe em qualquer que seja teu novo caminho e tua nova caminhada!!! Vc é um cara merecedor e de muita garra e determinação!!!! Tmj guerreiro!!! Bjao a tds Augustão!!!!

    1. blank

      Conheci a churrascaria, tinha um bom atendimento, permanecer aberto por 33 anos não é pra qualquer um. Desejo sucesso aos proprietários!

  13. blank
    Glaucio Antônio Pereira

    Lamentável o fechamento da Devons. Nossa, não saberia quantificar as vezes que lá estive saboreando a excepcional sequência de carnes nobres que o Augusto oferecia. O mundo gastronômico de Curitiba conta com poucas casas de carnes nobres, por isso será uma lacuna grandemente sentida. Glaucio Antônio Pereira.

  14. blank

    Pra nois vai fazer muita falta nós domingo nois pegavam almoço lá todos nois do posto a Jacqueline atendia muito bem a gente se O Augusto também fica um abraço nosso de todos os frentista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X