DESKTOP

Transporte coletivo continua preocupando com alto número de passageiros em Curitiba

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

blank
Mesmo com bandeira laranja, fluxo de passageiros se me manteve nessa semana. (Foto: Ricardo Marajó/SMCS)

A bandeira laranja, que entrou em vigor na última segunda-feira (15) e que restringiu o funcionamento de alguns setores em Curitiba, ainda não teve impacto significativo no fluxo de passageiros no transporte coletivo. Dados da Urbs mostram que a média de passageiros se manteve próxima da registrada antes da entrada em vigor do decreto 774/2020, que estabeleceu uma série de regras para frear a propagação do novo coronavírus na cidade, como o horário para funcionamento do comércio, fechamento de academias, igrejas, bares e clubes sociais e esportivos.

De segunda-feira até quinta-feira (18), a média de usuários por dia foi de 272.834, apenas 3,2% menor do que na semana passada, que foi de 282.131. “Isso reforça o alerta para que as pessoas procurem horários alternativos para utilizar o transporte público, de modo a evitar aglomeração e o contágio pelo coronavírus”, apela o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto. A empresa divulgou nesta sexta-feira (19) um mapeamento do perfil do usuário de vale transporte nos ônibus da capital por setor de atividade. O estudo pode servir de base para medidas de regulamentação do horário de funcionamento de setores na capital.

Idosos preocupam

Grupo de risco, os idosos continuam a ser uma preocupação das autoridades municipais. Embora a Urbs tenha registrado uma redução de 15% no movimento da população acima de 60 anos no sistema, o volume de pessoas dessa faixa etária ainda é considerado alto. Na semana passada, a média por dia foi de 20,7 mil pessoas. Entre segunda e quinta-feira desta semana, essa média estava em 17,4 mil. Para evitar aglomeração, a Urbs já tomou uma série de medidas no transporte coletivo. Todos os terminais têm marcações para que os passageiros mantenham uma distância de no mínimo 1,5 metro e há distribuição de folders com orientações sobre a obrigatoriedade do uso de máscaras, necessidade de manter o distanciamento e as janelas abertas nos veículos.

LEIA TAMBÉM:

[instagram0-feed]

Veja Também

blank

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

blank
X