Vacinação contra Covid-19 tem reforço de estagiários de enfermagem em Curitiba

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

Estagiários de cursos de saúde reforçam as equipes da Rede Municipal de Saúde de Curitiba durante a vacinação contra a Covid-19. (Foto: Divulgação)

Estagiários de cursos de saúde, especialmente da enfermagem, têm sido um reforço importante para os profissionais da Rede Municipal de Saúde de Curitiba durante a vacinação contra a Covid-19. A secretaria da saúde da cidade em parceria com 11 instituições de ensino superior e técnico abriu, neste semestre, vagas de estágio supervisionado para cerca de 270 alunos da área de enfermagem, que se revezam durante a semana nos pontos de vacinação da cidade.

De acordo com a secretária municipal da Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak, as unidades de Curitiba são campo de estágio para os cursos de saúde há mais de vinte anos. “Com a pandemia, essa parceria se estreitou e desde março de 2020 muitos alunos vieram contribuir em várias frentes; agora também na vacinação”, completa.

Estagiários

Nos pontos de vacinação, os estagiários cuidam da triagem do público, fazem cadastro, conferem documentação e os mais experientes aplicam vacinas. Como já é técnica e funcionária do Hospital do Trabalhador, a estudante de enfermagem Letícia Pacheco Pinheiro é uma das estagiárias aptas a aplicar vacinas. “É muito gratificante colaborar e também uma oportunidade incrível de participar desse marco para a saúde pública”, diz.

Se para os estudantes o estágio nos pontos de vacinação é uma chance de ser protagonista de um pedaço da história, para os servidores da rede municipal de saúde que não tiveram descanso desde que a pandemia começou, a ajuda vai muito além do reforço de mão de obra. A coordenadora da vacinação no Centro de Referência, Esportes e Atividade Física da Vila Guaíra, Rita de Cássia Araújo Moura, conta que a presença deles tem sido motivadora para quem está há tanto tempo na linha de frente. “O que eles nos trazem é mais que ajuda, é esperança e alegria para continuar essa batalha”, revela.

LEIA TAMBÉM:

Os estudantes têm a supervisão presencial dos professores e a participação rende carga horária de estágio obrigatório, mas alguns são tão animados e colaborativos que se oferecem como voluntários nos fins de semana. Antes de iniciar o estágio, os professores passaram por capacitação no Pavilhão da Cura do Parque Barigui, para repassar aos alunos as informações e os protocolos da vacinação em Curitiba. Outra preocupação das instituições foi selecionar alunos já imunizados com pelo menos uma dose da vacina contra a Covid-19. A presença dos professores também serve para assegurar que os estudantes estejam com todas as medidas de segurança em prática.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X