Verão paranaense será marcado pela influência do La Niña, com tempo seco e temperaturas elevadas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

Tempo seco e temperaturas elevadas vão marcar os dias de verão em todo Estado (Foto: AEN)

O verão começa às 12h59 desta terça-feira (21) e será marcado pela influência do La Niña no Paraná. O fenômeno climático, que provoca o resfriamento anormal das águas do Pacífico afetando as chuvas e as temperaturas, permanecerá ativo durante todo o período, perdendo força apenas no final da estação, que termina no dia 20 de março de 2022.

Segundo o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar), estão previstos dias consecutivos de tempo seco e temperaturas elevadas, ocasionando períodos de desconforto térmico. As tempestades isoladas e/ou em aglomerados de nuvens, típicas do verão, só poderão ser previstas em curto prazo.

A temperatura média do ar deve ficar de próxima à média climatológica a ligeiramente acima da normalidade. Já a ocorrência de chuvas ficará entre abaixo e próxima à média climatológica em todas as regiões, com distribuição irregular no tempo e no espaço, como já vem ocorrendo nos últimos meses.

De acordo com o meteorologista do Simepar, Marco Jusevicius, este cenário climático global desfavorável indica dificuldade para recuperar e manter de forma sustentada os níveis dos reservatórios de abastecimento de água na Região Metropolitana de Curitiba.

LEIA TAMBÉM:

“Estamos enfrentando a maior estiagem dos últimos 100 anos. Nesse cenário, é importante que todos continuem a usar a água de maneira consciente e responsável, apesar do calor, economizando sempre que possível, para que as futuras gerações tenham água em quantidade e qualidade”, afirma o secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo do Paraná, Marcio Nunes.

Ainda assim, o verão é a estação mais chuvosa no Estado do Paraná, e mais sujeita a intempéries. “Fatores climatológicos favorecem as chuvas intensas, localizadas e de curta duração, com raios e trovoadas”, explica o meteorologista Samuel Braun, do Simepar. Nos eventos extremos, vendavais e tempestades de granizo podem afetar todas as regiões do Estado.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X