DESKTOP

Vereadoras do Novo sugerem a Greca medidas anti-crise, como isenção do IPTU

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

medidas-anti-crise
As vereadoras Indiara Barbosa (à esq.) e Amália Tortato, que integram a bancada do Novo na Câmara Municipal de Curitiba. (Foto: Divulgação)

As vereadoras Indiara Barbosa e Amália Tortato, que integram a bancada do Novo na Câmara Municipal de Curitiba, encaminharam um ofício ao prefeito Rafael Greca na última sexta-feira (26) com sugestões de ações de combate à crise provocada pela pandemia da Covid-19. O documento contém uma série de demandas dos setores mais atingidos pelas medidas restritivas na capital. “O sacrifício das restrições impostas não pode ser suportado apenas pelo cidadão, que deve contar com uma contrapartida efetiva do Poder Público”, justifica Indiara, eleita no ano passado com a maior votação.

LEIA TAMBÉM:

Além de Greca, o ofício foi endereçado à secretária municipal da Saúde, Marcia Huçulak, e ao secretário municipal de Planejamento, Finanças e Orçamento, Vitor Puppi. O texto cita ações que dependem do Poder Executivo, mas que as vereadoras – ambas em primeiro mandato – consideram necessárias para o momento, tais como: Isenção de IPTU para estabelecimentos comerciais que ficaram fechados; prorrogação do pagamento e redução da alíquota do ISS;
ampliação do Programa de Recuperação Fiscal (REFIC); investimento da economia da Câmara Municipal no combate à Covid-19; ampliação da frota de ônibus e utilização de vans escolares para desafogar fluxo no transporte coletivo; auxîlio para as pessoas e para os setores mais impactados e flexibilização de restrições do comércio, seguindo restrições de ocupação e normas sanitárias. Até o momento a prefeitura não respondeu às sugestões.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

2 comentários em “Vereadoras do Novo sugerem a Greca medidas anti-crise, como isenção do IPTU”

  1. blank

    Perfeito, o sacrifício causado pela pandemia deve ser dividido por todos. Comerciantes foram obrigados a fechar seua estabelecimentos, não é justo pagarem impostos sem ter recebido nada

  2. blank

    Perfeito, o sacrifício causado pela pandemia deve ser dividido por todos. Comerciantes foram obrigados a fechar seua estabelecimentos, não é justo pagarem impostos sem ter recebido nada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X