Projeto proíbe lavar calçadas com água potável em Curitiba

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

Lavar calçadas com água potável em Curitiba poderá ser proibido por lei. (Foto: Divulgação)

Lavar calçadas com água potável em Curitiba poderá ser proibido por lei. A Câmara Municipal vota nesta terça-feira (18) o projeto de lei que proíbe usar água potável para este fim. O autor da proposta é Dalton Borba (PDT). A capital e os municípios da região metropolitana seguem em situação de emergência hídrica decretada pelo governo estadual devido à estiagem, o que tem obrigado os moradores a enfrentar uma rotina de rodízios do abastecimento há mais de um ano, mesmo com a pandemia. Segundo dados da Sanepar, o nível dos reservatórios que abastecem Curitiba nesta semana está em 54,78%, índice considerado baixo pela empresa.

“A lei tem caráter educativo-pedagógico, e o cidadão pode usar água de reuso, da máquina de lavar, para fazer a limpeza”, diz Borba. A ideia, segundo ele, é incluir a proibição no texto da lei municipal 10.785/2003, que dispõe sobre o Programa de Conservação e Uso Racional da Água nas Edificações.

LEIA TAMBÉM:

O projeto estabelece a aplicação de advertências por escrito para quem for flagrado desperdiçando água. Também está prevista a aplicação de multa no valor de R$ 250,00 podendo chegar a R$ 500,00 em caso de reincidência. Se aprovada e sancionada pelo prefeito, a lei entrará em vigor 180 dias após a publicação no Diário Oficial do município.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:


Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X