Vinícolas gregas promovem degustação de seus vinhos em Curitiba para ampliar o mercado

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

Marios Mathioudakis, conselheiro do Consulado Geral da Grécia em São Paulo (de terno), e Felipe Silveira, gerente da GRK Products. (Foto: Guilherme Bressan/Divulgação)

A Grécia, conhecida pelas belas ilhas e pelos monumentos milenares, está divulgando outro produto, este para ser degustado dentro e fora do país: seus vinhos. Apesar da tradição de quatro mil anos na produção vinícola, os vinhos gregos ainda não ocupam lugar de destaque entre os países produtores. Mas agora os vinicultores gregos estão decididos a ganhar o mercado brasileiro de vez, onde já estão presentes há cerca de uma década.

Nelson Loureiro Alves, da loja KOS Vinhos Especiais, brinda com os convidados. (Foto: Guilherme Bressan/Divulgação)

Nesta semana, a distribuidora carioca GRK Products e a loja KOS Vinhos Especiais, de Curitiba, promoveram dois jantares harmonizados nos restaurantes La Varenne, na terça-feira (20), e Nomade, no Hotel Nomaa, na quarta-feira (21) para jornalistas, influenciadores e convidados. O chefe da Seção de Assuntos Econômicos e Comerciais do Consulado Geral da Grécia em São Paulo, Marios Mathioudakis, esteve presente no primeiro deles.

A harmonização no La Varenne contou com vinhos da vinícola Zacharias Winery e a do Nomade com os vinhos da Domaine Costa Lazaridi, ambas da Grécia.

Vinho Omikron Tinto, produzido com uma das uvas tintas mais nobres da Grécia. (Foto: Guilherme Bressan/Divulgação)

A apresentação dos rótulos foi feita pelo sommelier Guilherme Balbino, da loja e bar de vinhos Balbino & Martins. Os rótulos degustados na terça-feira foram: Zacharias Assyrtiko (branco) e os tintos Omikron Agiorgitiko e Zacharias Nemea, produzidos em Nemea, na famosa região do Peloponeso. Todos os vinhos possuem Denominação de Origem Protegida e Indicação Geográfica Protegida.

A variedade Agiorgitiko é considerada a mais nobre do Sul da Gréciae e foi selecionada como embaixadora do país dentro do plano estratégico de divulgação do vinho grego.

 Destaca-se pelo sabor aveludado e pelos aromas intensos e frescos a frutos vermelhos. Possui taninos suaves, com bom equilíbrio.(Foto: Guilherme Bressan/Divulgação)

O branco Zacharias Assyrtiko foi servido junto com tentáculo de polvo grelhado com azeite de manjericão e limão siciliano. Para acompanhar os tintos Omikron Agiorgitiko e Zacharias Nemea os pratos foram Pappardelle fresco com ragu de cordeiro e carret de cordeiro com risoto milanês.

A Assyrtiko é uma uva grega clássica que oferece grande versatilidade, permitindo estilos secos ou doces. (Foto: Guilherme Bressan/Divulgação)

De acordo com o empresário Nelson Loureiro Alves, da KOS Vinhos Especiais, os vinhos gregos ainda são pouco populares, apesar de estarem presentes em lojas especializadas e restaurantes de Curitiba, entre eles o próprio La Varenne, Nomade e Vindouro, entre outros. “Ainda há uma barreira a ser vencida”, diz ele, referindo-se aos países mais tradicionais na produção de vinhos, como Argentina, Chile, Portugal, Franca e Espanha.

LEIA TAMBÉM:

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

1 comentário em “Vinícolas gregas promovem degustação de seus vinhos em Curitiba para ampliar o mercado”

  1. Olá, sou um amante do VINHO, e fiquei encantado com os vinhos Gregos, e gostaria de mais informações e como entrar em contato com a Vinícola.

    Renan Barbosa
    Brasília – DF

    RENAN
    61 995047707

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X